O Tinder é um dos apps de relacionamento mais usados do mundo com 20 milhões de matches, de acordo com a empresa. Apesar da popularidade, o aplicativo esconde uma série de funções pouco conhecidas. Alguns recursos disponíveis também podem confundir os usuários do programa. Por exemplo, deletar o aplicativo do celular não exclui a conta e o perfil pode continuar a ser exibido. Outra característica da plataforma é a proibição de fotos de crianças sozinhas — mesmo da própria pessoa na infância, há chances de serem excluídas pelo serviço. Confira na lista abaixo mais dez que você não conhece sobre o Tinder.

1. Não é necessário ter conta no Facebook

Quando o Tinder foi lançado, em 2012, era necessário ter uma conta no Facebook para criar um perfil no app de relacionamentos. Apesar de não postar na rede social ou fazer grandes revelações sobre o usuário, algumas pessoas se sentiam incomodadas, pois a integração permite visualizar amigos e páginas de interesse em comum. Além disso, os que não usavam a rede social eram impossibilitados de usar o programa e conhecer novas pessoas.

No entanto, após uma atualização, o app passou a permitir que o cadastro fosse feito com um número de telefone válido, por meio do qual o interessado recebe um código de confirmação. Depois, é só informar um e-mail para a recuperação da conta e preencher os dados tradicionalmente obtidos pelo Facebook.

2. Você pode ficar “invisível”

Função permite não ser encontrado por outros perfis no Tinder (Foto: Reprodução/TechTudo)

Função permite não ser encontrado por outros perfis no Tinder (Foto: Reprodução/TechTudo)

...

Caso o usuário não queira mais ter seu perfil visualizado por outras pessoas, ele pode ocultá-lo. Apesar de evitar novas curtidas, o recurso “Mostrar-me no Tinder” disponível nas Configurações, não esconde a conta daqueles com quem houve matches, e possibilita ainda trocar mensagens com eles.

3. Quem recomenda, amigo é

Com o Tinder, é possível ajudar um amigo a encontrar um par. Caso um usuário ache um perfil que não combine com o dele, mas tenha tudo a ver com o de alguém conhecido, ele pode compartilhar facilmente por meio de diferentes apps.

É possível recomendar um perfil do Tinder a amigos (Foto: Reprodução/ Taysa Coelho)

É possível recomendar um perfil do Tinder a amigos (Foto: Reprodução/ Taysa Coelho)

A opção “Recomende xxxxx a amigos(as)” fica localizada logo abaixo das informações do pretendente. Ao clicar sobre ela, aparecem as opções de recomendação, permitidas via WhatsApp, Messenger, entre outros. O link conduz à versão web do serviço, ou seja, não é preciso que a outra pessoa tenha o Tinder instalado no smartphone para ver.

4. Integração com outros serviços

Uma das formas de aumentar as chances de conseguir boas combinações é fornecer aos outros usuários informações para ajudá-los a descobrir os pontos de interesse em comum. Com o objetivo de facilitar essa interação, o app apresenta integração com o Instagram e Spotify. Quem tem conta na rede social pode mostrar mais do estilo de vida ao permitir a exibição das últimas fotos postadas no app de paquera. A alternativa vale também para as contas privadas. No entanto, se o interessado quiser ver mais imagens, deve solicitar permissão diretamente no Instagram.

Feed exibe as postagens mais recentes dos seus matches no Tinder (Foto: Divulgação/Blog Tinder)

Feed exibe as postagens mais recentes dos seus matches no Tinder (Foto: Divulgação/Blog Tinder)

Já no serviço de streaming de música são exibidos os artistas mais tocados na playlist, além daqueles em comum entre os perfis. Mas quem não utiliza o Spotify não precisa se sentir excluído: o Tinder permite incluir uma música que o represente e, assim, ampliar as chances de puxar uma conversa. Após a combinação, cada nova foto postada ou alteração nos artistas e músicas favoritos aparecem no feed, recurso lançado pela aplicação no final de 2017. Para ativar a aproximação com os dois apps, basta acessar às configurações de edição do perfil.

5. Nenhum match precisa ser eterno

Quem já curtiu um perfil por engano e teve uma combinação indesejada, certamente, quis reverter a situação. O mesmo ocorre com aqueles que, durante o papo, notam pouca afinidade. Para desfazer o match, basta acessar a conversa com o perfil em questão, clicar no ícone "..." situado na parte superior direita e selecionar a opção "Descombinar".

Entretanto, se nenhum match precisa ser eterno, não podemos dizer o mesmo de um unmatch. Ao solicitar para descombinar com alguém, não é possível mais desfazer a ação. Assim, seus perfis não aparecerão mais um para o outro, além de não poderem mais trocar mensagens. Exceto no caso de um dos dois deletar a conta no Tinder e refazê-la posteriormente.

6. URL personalizada

O Tinder pode ser usado também por meio de qualquer navegador (Foto: Reprodução/Taysa Coelho)

O Tinder pode ser usado também por meio de qualquer navegador (Foto: Reprodução/Taysa Coelho)

Os usuários do Tinder podem criar uma URL personalizada para os próprios perfis e compartilhar com quem quiser. Com o domínio tinder.com/seunome, o endereço dá acesso à versão web da plataforma, o Tinder Online, disponível a partir de qualquer navegador como, por exemplo, Google Chrome e Mozilla Firefox.

7. Descubra o que o Tinder sabe sobre você

No guia de usuários do Tinder, os responsáveis pelo programa afirmam estar comprometidos com a proteção dos dados e da privacidade das pessoas e, por isso, se dispõem a informar todos os dados fornecidos pelos usuários. Para isso, é necessário realizar uma solicitação por meio do endereço https://account.gotinder.com/data.

A opção não é válida para contas deletadas porque, após a exclusão, as informações são descartadas, de acordo com a política de privacidade do serviço.

8. É possível reportar incidentes que ocorrem offline

O Tinder demonstra preocupação com a segurança dos usuários mesmo quando eles não estão conectados ao app. Na própria página, o serviço oferece um tipo de guia sobre como marcar encontros com cautela e dicas de comportamento offline, ou seja, em ambientes não virtuais. No entanto se, ainda assim, um encontro com outro usuário não correr bem pela violação dos termos de uso da aplicação, o incidente pode ser denunciado e reportado pelo e-mail help@gotinder.com.

É solicitado ao denunciante informar detalhes, além do nome exato, idade, bio e as fotos do perfil reportado (de preferência, prints da tela). Outros dados que podem ajudar são a localização, número de telefone, e-mail e/ou link para a conta do Facebook. “Levamos as denúncias muito a sério. Quanto mais detalhes você puder fornecer, mais rápido poderemos identificar e investigar o usuário em questão”, é informado nos termos jurídicos e de segurança do serviço.

9. O Tinder pode remover as suas fotos de criança

Compartilhar fotos suas quando criança pode violar as regras do Tinder. O serviço não permite imagens de menores de idade desacompanhados e, caso alguém publique algo do gênero em seu perfil, o conteúdo pode ser removido. “Isso é para proteger as crianças. A segurança delas é mais importante que exibir sua fase mais fofa na infância. Temos todo o direito de remover essas fotos”, informa o serviço nas Regras da Comunidade.

10. Deletar o app não exclui a conta

A pessoa que deseja sair do Tinder, ou seja, não quer mais ter o perfil visualizado pelos demais usuário, não pode apenas deletar o app do celular. Nesse caso, a conta permanecerá ativa e, inclusive, poderá receber novas curtidas e mensagens durante algum tempo.

Não basta excluir o app, é necessário apagar a conta do Tinder (Foto: Reprodução/Taysa Coelho)

Não basta excluir o app, é necessário apagar a conta do Tinder (Foto: Reprodução/Taysa Coelho)

Para evitar problemas, o recomendado é apagar a conta, último recurso das Configurações. Para encontrar, é necessário rolar a tela até o final e a opção “Apagar a conta” surge depois do logo do app. Depois, é importante optar por “Excluir minha conta” e não congelar, alternativa que aparece em destaque. Assim, o usuário pode apagar a aplicação sem preocupações.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.