O MercadoLivre, popular e-commerce latino americano, que nasceu h? 15 anos como um site de leil?o, fechou o ano fiscal de 2014 cheio de expectativas. Com alta na receita l?quida de 17,8% sobre o ano anterior, o gigante acumula hoje servi?os como Mercado Pago, Mercado Envios e Mercado Shops, faz investimentos em aplicativos m?veis e n?o balan?a com a presen?a e o crescimento de rivais. "Concorr?ncia ? bom, nos faz trabalhar melhor", dispara Helisson Lemos, diretor geral para o Brasil.?

Para alcan?ar o sucesso e a lideran?a no setor, de 1999 at? 2015, foram lan?ados e aprimorados servi?os, que fizeram o site sair da categoria de leil?o para marketplace, reunindo lojas, incluindo servi?o de pagamentos e envios. De acordo com a Comscore, o ML j? o 11? site mais visitado do Brasil e, como marketplace, ? l?der em visitas no e-commerce, superando nomes de peso como Lojas Americanas, o rival OLX, Netshoes, o concorrente Bom Neg?cio e outros como Submarino e Walmart.

Helisson Lemos, diretor geral do Mercado Livre para o Brasil, com livro sobres os 15 anos do site "Hist?rias que Inspiram" sobre vendedores (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)

Concorr?ncia e lideran?a?

Questionado sobre o crescimento de rivais nos ?ltimos anos, como OLX e Bom Neg?cio (adquirido pela OLX) no ano passado, Lemos demonstra encarar a concorr?ncia com naturalidade. O executivo lembra que o site passou por mudan?as e sobreviveu a ondas do mercado, como a febre da compra coletiva.

"Em 1999, quando o Mercado Livre come?ou, havia mais de 40 sites de leil?o. O site sobreviveu e mudou o posicionamento, ampliando servi?os para marketplace e pagamentos. Na ?poca do sucesso da compra coletiva, todos sempre nos perguntavam se ir?amos apostar nisso", recorda.

Para Lemos, h? algo de positivo em disputar o mercado com outros sites de venda, que abrigam produtos novos e usados e recursos semelhantes. "Concorr?ncia ? bom. Desde que seja s?ria, ? sempre bom, faz a gente trabalhar melhor", diz. O executivo v? vantagens indiretas na concorr?ncia.

"[Os rivais] Quando querem cutucar o l?der, v?m com um or?amento de marketing bem agressivo. Isso faz com que indiretamente nossa opera??o cres?a, pois s?o mais consumidores online. O Mercado Livre pode ser a primeira experi?ncia de compra, mas tamb?m pode ser a segunda", diz.

Otimismo para 2015

O site revelou ainda uma pesquisa feita em parceria com o Ibope Conecta, com 520 vendedores cadastrados na plataforma. De acordo com o levantamento, 85% deles apostam que o setor de com?rcio eletr?nico crescer? no pa?s no pr?ximo ano. O grupo aposta no aumento da penetra??o da Internet no Brasil (principalmente no Nordeste e no Centro-Oeste), no aumento da seguran?a e confian?a na compra e venda online, al?m da populariza??o de smartphones, tablets e aplicativos.

Entre os entrevistados mais pessimistas, que somam 16% dos vendedores, as justificativas para o des?nimo estampam as p?ginas dos jornais. Eles temem a atual situa??o pol?tica e econ?mica do pa?s, o aumento de impostos e tributos, al?m da alta do d?lar sobre os produtos que sofrem com a varia??o.

"Quem pratica com?rcio eletr?nico n?o pode ter uma vis?o de curto prazo. [O c?mbio] Dificulta, mas n?o impede. ? um cen?rio que pode ser reverter muito rapidamente", rebate Lemos.

Concorr?ncia ? bom. Desde que seja s?ria, ? sempre bom, faz a gente trabalhar melhor?
Helisson Lemos, diretor geral do Mercado Livre para o Brasil

O executivo encerra abrindo um leque de oportunidades para o novo ano. "S?o v?rias as estrat?gias, n?o h? uma grande aposta",

... diz.

De acordo com Lemos, h? uma infinidade de aplica??es da API do Mercado Livre em outros sites, assim como implementa??o do Mercado Pago em outros aplicativos para fazer pagamentos eletr?nicos de produtos e servi?os como corridas de t?xi. O site ainda n?o revelou n?meros para compras feitas via celular, outro investimento que promete ampliar as vendas.

Al?m disso, o Mercado Livre espera expandir o n?mero de lojas oficiais, com espelhamento de ofertas em sites externos e os servi?os Pago, Envios e Shops dispon?veis no Brasil para outros pa?ses. Atualmente, o site opera vendas e transa??es em 13 pa?ses, incluindo a Am?rica Latina e Portugal.

Resultados financeiros?

O MercadoLibre, que nasceu na Argentina em agosto de 1999 pelas m?os do CEO?Marcos Galperin e hoje opera em 13 pa?ses, revelou n?meros para a Am?rica Latina. A loja que re?ne produtos novos e usados chegou a 101,3 milh?es de itens vendidos no ano. A receita l?quida atingiu US$ 556,5 milh?es, um crescimento de 17,8% comparado a 2013. A quantidade de itens vendidos tamb?m viu alta de 22%.?Outro bra?o importante, a plataforma de pagamentos MercadoPago, chegou a 46,3 milh?es de transa??es, crescimento de 46,7%. Dados que s?o puxados por cerca de 50% de participa??o do Brasil.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.