A ESL One já foi o palco de algumas das maiores jogadas da história do Counter-Strike: Global Offensive. No clima da chegada da ESL One: Belo Horizonte, é hora de relembrar clutches inesquecíveis, aces memoráveis e eliminações que beiram o inacreditável, passando por ESL One: Cologne, Katowice e New York entre 2014 e 2017.

O cobiçado troféu da ESL One (Foto: Reprodução/ESL)

O cobiçado troféu da ESL One (Foto: Reprodução/ESL)

ESL One: Cologne 2014: A reação sobre-humana de Hiko

As quartas de final da ESL One: Cologne trouxeram um dos momentos mais insanos do CS:GO. Na partida entre Cloud9 e NiP, o primeiro pistol round estava sendo vencido pela NiP, que já havia eliminado quatro jogadores da Cloud9. O último sobrevivente era Spencer “Hiko” Martin, que precisaria eliminar o time da NiP para garantir o round - algo quase impossível por conta do tempo e da vantagem numérica do time adversário.

No entanto, Hiko estava lá para fazer história. Ao ser emboscado por Christopher “GeT_RiGhT” Alesund, Hiko fez um giro de 180º e, com apenas uma bala, eliminou GeT_RiGhT. O americano não conseguiu vencer o round, mas deixou sua marca na ESL One.

ESL One: Katowice 2015: O Triple Kill de Xizt

Richard "Xizt" Landström foi um dos jogadores da Ninjas in Pyjamas que esteve na final histórica com a Fnatic. E em uma final que quase teve uma retomada histórica por parte da NiP, Xizt fez uma das jogadas que merecem ser lembradas dessa partida.

No vigésimo primeiro round, em um momento difícil para a NiP, e com uma mistura de bom posicionamento e calma na hora de ex

... ecução, Xizt teve o sangue frio de esperar o avanço dos jogadores da Fnatic após a eliminação de seu companheiro de equipe, Aleksio “allu” Jalli. Após perceber o avanço dos três oponentes, Xizt derrubou um por um no mapa da Inferno e garantiu mais um ponto para seu time naquela final.

ESL One: Cologne 2015: O no-scope inimaginável de FalleN

Em partida válida pelo grupo B da ESL One: Cologne 2015, o duelo entre os brasileiros da Luminosity Gaming e os americanos da EnVyUs ficaria marcado por uma jogada magistral de Gabriel “FalleN” Toledo. Último sobrevivente no segundo round do overtime, Fallen teria que encarar três jogadores da nV com sua AWP. O primeiro, Vincent “Happy” Cervoni, foi eliminado com tranquilidade, mas o melhor estava por vir.

No segundo round da prorrogação, ao se aproximar da passagem para o bombsite B do mapa da Cobblestone, que estava coberto por uma smoke, FalleN atirou sem mirar e acertou Dan “apEX” Madesclaire através da parede, fazendo um no-scope wallbang que ainda será lembrado por muitos e muitos anos.

ESL One: Cologne 2016: Konfig vencendo um round sozinho

Em uma das partidas mais apertadas da fase de grupos da ESL One Cologne 2016, um nome se destacou na batalha entre Astralis e Dignitas: Kristian "k0nfig" Wienecke. Sendo o último sobrevivente da Dignitas no vigésimo-sexto round, e tendo que impedir o plant do time adversário, o jogador dinamarquês precisava fazer um milagre para derrubar os quatro oponentes.

E ele fez. Com um posicionamento exemplar, eliminou dois adversários pegando-os de surpresa durante o plant, e utilizou seus reflexos rápidos para derrubar os últimos dois, vencendo um clutch que parecia impossível.

ESL One: New York 2016: s1mple e sua Desert Eagle afiada

Em um mapa especialmente tenso contra os brasileiros da SK Gaming, Oleksandr "s1mple" Kostyliev garantiu uma vitória de uma forma avassaladora. O jogador liderou a Na’Vi em uma entrada bem feita no bombsite B da Mirage, no último round da primeira metade. Eliminando dois jogadores e, posteriormente, impedindo a retomada da SK com mais duas eliminações, s1mple deu uma aula de posicionamento e de reflexos rápidos.

O detalhe mais interessante foi ter feito tudo isso utilizando apenas a sua Desert Eagle. Sendo colocado em situações diversas, como de tiros à queima roupa ou tiros à distância, o jogador ucraniano demonstrou domínio total do jogo e mostrou o motivo de ser um dos melhores do mundo.

ESL One: Cologne 2017: prato do Chef Stanislaw: Na’Vi torrada

Uma das jogadas mais inusitadas da história do CS:GO veio das mãos de Peter "stanislaw" Jarguz na partida entre Team Liquid e Natus Vincere. O segundo round do mapa Inferno acabou prematuramente para a Na’Vi por um motivo muito simples: stanislaw jogou uma granada incendiária precisa que derreteu o time adversário por completo.

ESL One: New York 2017: Niko e a mira apurada de um campeão

A final da ESL One: New York foi um dos momentos de maior glória para a FaZe Clan, e um dos maiores responsáveis pela vitória foi Nikola "NiKo" Kovač. No confronto com a Team Liquid no mapa Inferno, foi NiKo quem conseguiu impedir a tomada do bombsite praticamente sozinho e com destreza de sobra.

Com belos strafes e visão de jogo acima do normal, NiKo garantiu três headshots precisos para garantir o décimo-terceiro round da partida para a equipe européia. E aquela foi apenas a primeira partida da série: com um sólido 3 a 0, a FaZe garantiu uma belíssima vitória em cima da Team Liquid e foi campeã.

Você colocaria mais alguma jogada na lista? Sentiu falta de algum jogador? Comente abaixo!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.