Lineage 2: Revolution foi lançado para celulares, com versões para Android e iOS, prometendo um game gratuito, mas robusto o suficiente para que os fãs aproveitem bem. O título é uma conversão quase que direta do popular MMORPG de computadores, que fez sucesso durante anos. Agora, ele tire proveito do poder de processamento de aparelhos recentes e traz gráficos de alta qualidade e jogabilidade bem diferenciada. Apesar de ser um game relativamente antigo, ele é indicado para todo tipo de jogador – seja novato ou veterano na aventura. Saiba mais o que esperar, em nossa opinião a seguir:

Visual impressionante

Ainda que os gráficos, sozinhos, não façam um jogo ficar bom, o que mais impressiona, de primeira, é o visual de Lineage 2: Revolution. Ele roda bem mesmo em celulares mais modestos e antigos, como o iPhone SE, e traz gráficos que se equiparam a títulos de PS4, Xbox One ou PCs mais modernos da atualidade.

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

O que a produtora Netmarble fez aqui é de surpreender mesmos os mais incautos. Em Lineage 2: Revolution você vê esta qualidade logo no princípio, quando deve escolher uma classe de personagem e é surpreendido com uma animação cheia de efeitos e movimentos cinematográficos. Não dá para entender como, mas trata-se de um dos títulos de celular mais bonitos da atualidade.

Simplificado em tudo

Lineage 2: Revolution faz o máximo possível para simplificar a vida de seu jogador. É um jogo que sabe em que plataforma está e entende que controles complexos e missões demoradas não iam combinar em um dispositivo móvel. Por isso, ele te dá a opç�

... �o de “auto jogar”. Assim, seu personagem apenas anda pelo cenário sozinho, cumprindo missões e lutando contra inimigos, ao alcance de um toque na tela.
Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Muitos podem achar que isso facilita demais as coisas, mas é preciso destacar dois pontos: o primeiro é que a mecânica é opcional. Em segundo lugar é como citamos: nem sempre dá para perder tanto tempo com um game de celular, feito para jogar em filas e salas de espera. É preciso ser mais dinâmico e mais facilitado, para quem desejar.

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

A facilidade também está na criação dos personagens. Nada de ficar horas (ou minutos) escolhendo um visual ou raça entre diversas. São poucas raças e classes e, entre as disponíveis, há visuais pré-determinados, que podem ser mudados conforme você adquire novos equipamentos, ao longo da jornada.

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Tudo bem que, neste sentido, é realmente ruim ter poucas opções. Lineage 2: Revolution deixa claro que não nasceu para ser um game muito complexo, apesar de tudo que aparece na sua frente, espalhado pela tela – e, veja bem, tem bastante coisa espalhada pela tela, a ponto de você não conseguir distinguir alguns dos elementos.

No geral, uma boa experiência

Apesar dos pequenos problemas de design de tela e a pouca variedade na hora de criar personagens, Lineage 2: Revolution é uma ótima opção para quem quer jogar um MMORPG de verdade nos celulares. É claro que ele tem diversas mecânicas comuns aos games mobile, como recompensas diárias e menus de ofertas para compra com dinheiro real, mas tudo opcional e que não atrapalha sua evolução.

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Lineage 2: Revolution é fruto de um game ser bem pensado para a plataforma onde se encontra, sem desagradar tanto fãs mais antigos.

Qual o melhor MMORPG? Opine no fórum do TechTudo!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.