Após ser tema de discussão durante anos entre os pro players de Counter-Strike: Global Offensive, a associação de jogadores profissionais de CS:GO foi anunciada na última sexta-feira (29). A Counter-Strike Professional Players Association (CSPPA) foi criada para dar assistência legal aos jogadores ao assinarem seus contratos, buscando melhores condições de trabalho e assegurar direitos. Entenda, a seguir, as propostas da associação.

Conhecendo os membros fundadores

TACO está entre os membros fundadores da CSPPA (Foto: Divulgação/ESL)

TACO está entre os membros fundadores da CSPPA (Foto: Divulgação/ESL)

A CSPPA foi criada no início de 2018 pelo veterano dos esports, Scott "SirSCoots" Smith. O projeto é resultado da colaboração entre SirCoots, a organização Danish Elite Athletes Association e um grupo de jogadores liderados por Andreas "Xyp9x" Højsleth.

Até o momento, a CSPPA tem cerca de 90 membros. Entretanto, apenas agora os fundadores vieram a público oficializar totalmente o projeto. Eles irão compor o conselho da associação e serão responsáveis pela tomada de decisões em prol dos jogadores. Serão eles:

  • Andreas "Xyp9x" Højsleth (Dinamarca): Jogador da Astralis desde 2016. Campeção da Season 7 da Pro League;
  • Epitacio "TACO" de Melo (Brasil): Ex-SK Gaming. Campeão da ESL One: Cologne 2017. Atual jogador da Team Liquid;
  • Tarik &quo
... t;tarik" Celik (EUA): Jogador da Cloud9 desde 2017. Campeão do ELEAGUE Major: Boston 2018;
  • Jonathan "EliGE" Jablonowski (EUA): Jogador da Liquid desde 2015. Campeão da StarLadder i-League StarSeries North America Season 4;
  • Jordan "n0thing" Gilbert (EUA): Ex-jogador da Cloud9. Campeão da Season 4 da Pro League. Disputou a ESL One Belo Horizonte pela mousesports;
  • Chris "chrisJ" de Jong (Países Baixos): Jogador da mousesports desde 2013. Campeção da Season 4 da StarLadder & i-League StarSeries;
  • Nathan "NBK-" Schmitt (França): Jogador da G2 Esports desde 2017. Campeção da Season 5 da Pro League.

Os objetivos da CSPPA

A CSPPA terá consultoria jurídica de Michael Døi e Mads Øland, CEO da Danish Elite Athletes Association, organização que reúne os atletas de esports na Dinamarca. Segundo Døi, o objetivo é dar assistênicia legal aos jogadores para assinarem seus contratos, buscando melhores condições para os mesmos.

"Em qualquer esporte, faz sentido que os jogadores possam influenciar suas condições de trabalho", comentou Døi ao HLTV. "Certamente existe uma diferença enorme em como os contratos de CS: GO são estruturados, e definitivamente haverá jogadores que poderiam se beneficiar de orientação ao assiná-los".

Os jogadores profissionais brasileiros de CS:GO estão começando a ser contatados pela CSPPA. Para tornar-se membro, o atleta precisa ter um contrato ou estar buscando um, e "competir em nível de elite", segundo a associação.

Um precedente de potencial para o competitivo de CS:GO

Xyp9x trará para CSPPA a experiência de ser parte da Astralis (Foto: Divulgação/ESL)

Xyp9x trará para CSPPA a experiência de ser parte da Astralis (Foto: Divulgação/ESL)

A NA LCS Players Association, de League of Legends, foi a primeira associação a formar um conselho. Neste caso, entretanto, a Riot Games foi a força inicial por trás do movimento. A CSPPA , por sua vez, destaca-se pela total independência da Valve, desenvolvedora do CS:GO.

Esse tipo de associação também existe nos esportes tradicionais. No basquete, por exemplo, a National Basketball Players Association (NBPA) representa os jogadores da NBA. Já a Grand Prix Drivers Association (GPDA) representa os pilotos de Fórmula 1.

Via HLTV



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.