Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

E-commerce é o nome dado às transações de compras e vendas feitas de forma online a partir de sites ou aplicativos de celular. O comércio eletrônico pode ser realizado por de empresas, consumidores finais ou até mesmo do governo, utilizando, de preferência, um sistema seguro e criptografado para a inserção de dados pessoais.

Apesar de contar com grandes empresas, como Amazon, eBay e Mercado Livre, o setor deve ser utilizado com atenção para evitar fraudes e roubos de informações bancárias. A seguir, conheça essa categoria de comércio e saiba os detalhes sobre as transações realizadas pela internet.

E-commerce indica qualquer operação de comércio eletrônico, seja de compra ou venda (Foto: Reprodução/TechTudo)E-commerce indica qualquer operação de comércio eletrônico, seja de compra ou venda (Foto: Reprodução/TechTudo)

E-commerce indica qualquer operação de comércio eletrônico, seja de compra ou venda (Foto: Reprodução/TechTudo)

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que significa e-commerce?

O termo e-commerce vem de electronic commerce (comércio eletrônico, em português). A categoria se refere a qualquer tipo de transação comercial realizada através da internet. Dessa forma, qualquer empresa ou pessoa que conte com uma página online e ofereça produtos e formas de pagamento pode ter um e-commerce.

Entre os formatos possíveis de transações online estão:

  • B2B: business-to-business, ou seja, entre duas empresas
  • B2C: da empresa para o consumidor final
  • C2B: do consumidor final para empresa, como um crowdfunding
  • C2C: entre consumidores, sem que haja uma empresa envolvida
  • C2G: do consumidor para o governo, como no pagamento de multas e taxas
Comércio eletrônico pode ocorrer entre empresas, consumidores finais e também governo (Foto: Pond5)Comércio eletrônico pode ocorrer entre empresas, consumidores finais e também governo (Foto: Pond5)

Comércio eletrônico pode ocorrer entre empresas, consumidores finais e também governo (Foto: Pond5)

Uma breve história do e-commerce

A história das compras online começou por volta dos anos 70. No entanto, o conceito passou a se popularizar em 1990 com o crescimento da Amazon e do eBay, dois sites importantes para a indústria de e-commerce mundial. Hoje, a categoria conta com inúmeras páginas na Internet com venda de produtos e serviços. Além das duas já citadas, a chinesa AliExpress também chama atenção para compras internacionais.

No Brasil, as principais plataformas para compra ou venda são a OLX, Mercado Livre e Enjoei, além dos sites individuais de lojas de grande, médio ou pequeno porte, que costumam ter seus e-commerces independentes. As páginas de nicho, como Estante Virtual, apenas para livros, e o Repassa, somente para roupas, também representam o comércio eletrônico.

OLX está entre as maiores plataformas de e-commerce no Brasil, junto com Mercado Livre (Foto: Helito Bijora/TechTudo)OLX está entre as maiores plataformas de e-commerce no Brasil, junto com Mercado Livre (Foto: Helito Bijora/TechTudo)

OLX está entre as maiores plataformas de e-commerce no Brasil, junto com Mercado Livre (Foto: Helito Bijora/TechTudo)

Como saber se um e-commerce é seguro?

Antes de realizar uma compra em um site, é essencial conferir se a página é segura para inserir os dados e se o vendedor é de confiança. Para isso, tenha atenção ao endereço do e-commerce. Observe se o link está enviando, de fato, para a loja ou serviço e se contém o protocolo https no início. O “s” indica que o site é criptografado e oferece um nível maior de segurança.

Busque também por certificados digitais do site. Os principais e-commerces contam com atestados de segurança realizados normalmente por empresas de segurança digital. O documento pode indicar se a página oferece segurança para inserir dados pessoas e informações de cartão de crédito.

Reclame Aqui permite investigar se empresas têm reclamações com vendas online (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Reclame Aqui permite investigar se empresas têm reclamações com vendas online (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Reclame Aqui permite investigar se empresas têm reclamações com vendas online (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

Para descobrir se a loja ou o vendedor é de segurança também é importante analisar os comentários na página de compra ou nas redes sociais. Além disso, o site Reclame Aqui registra reclamações de consumidores sobre diversas empresas. Busque pelo nome e analise as notas e observações sobre o e-commerce.

Como se proteger ao fazer a compra?

Ao realizar o processo de transação no e-commerce, o usuário também deve seguir alguns passos para garantir que as informações estejam em segurança e que a compra realizada saia como o esperado. Primeiramente, sempre desconfie de promoções e anúncios com preços muito abaixo do praticado pelo mercado. Algumas ofertas podem indicar fraudes.

Desconfie de grandes descontos e evite usar Wi-Fi e computadores públicos durante a compra online (Foto: Pond5)Desconfie de grandes descontos e evite usar Wi-Fi e computadores públicos durante a compra online (Foto: Pond5)

Desconfie de grandes descontos e evite usar Wi-Fi e computadores públicos durante a compra online (Foto: Pond5)

Para acessar o site de compras, confira se seu navegador e o antivírus do computador ou celular estão atualizados. Evite também usar redes de Wi-Fi e computadores públicos durante o processo. Caso seja possível, busque uma forma de conversar com o vendedor para tirar todas as dúvidas antes de confirmar o processo.

Durante a transação, faça capturas da tela e guarde-as até que o produto seja entregue como prometido. Tire prints do preço anunciado e anote todos os códigos informados da compra. Dessa forma, em caso de problemas no processo, você conta com documentos para confirmar as operações.

Site de compras Wish é confiável? Veja no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.