Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Cibercriminosos exploraram uma falha nos roteadores da marca D-Link para possivelmente roubar dados de clientes de bancos brasileiros, afirmou a empresa de segurança digital Radware. Segundo a empresa de proteção na web ESET, a vulnerabilidade permitiu aos golpistas manipularem o servidor DNS dos dispositivos conectados aos roteadores, redirecionando o usuário a páginas falsas do Banco do Brasil e do Itaú, prática conhecida como hijacking (sequestro, em inglês).

Os ataques aconteceram entre 8 de junho e 10 de agosto e afetaram os seguintes aparelhos: DSL-2740R, DSL-2640B, DSL-2780B, DSL-2730B e DSL-526B. Se você possui algum desses modelos, a principal recomendação é atualizar o firmware e trocar a senha de rede.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como configurar a senha do seu roteador Wi-Fi

Como configurar a senha do seu roteador Wi-Fi

A diferença desse para outros golpes é que as páginas maliciosas usavam a mesma URL do site original. Mesmo que o usuário digitasse a URL manualmente, ele seria redirecionado para o endereço falso. Por isso, muitos clientes teriam fornecido seus dados, como número da conta e senha, sem saber.

O chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina, Camilo Gutierrez, diz que não há um número exato de quantas pessoas foram afetadas. “De acordo com a empresa que detectou a vulnerabilidade, entre 8 de junho e 10 de agosto, um honeypot (ferramenta que detecta ataques cibernéticos) localizado na cidade de São Paulo registrou um mínimo de 500 tentativas naquela data”, afirmou.

Camilo disse ainda que é importante ressaltar que são "tentativas", e não é possível saber a quantidade de vítimas, uma vez que "...seria necessário acessar os servidores onde os invasores mantêm os dados roubados, que provavelmente estão protegidos com alguma segurança".

Como se proteger

A falha foi descoberta em 2015 e as páginas maliciosas já foram desativadas. Em comunicado, a D-Link afirmou que está investigando o problema em questão e recomendou aos seus usuários que atualizem o firmware para a versão mais recente.

Para isso, basta entrar na seção Suporte do site da marca, escolher o seu roteador, clicar em Downloads e baixar o arquivo.

Localize seu roteador no site da D-Link (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)Localize seu roteador no site da D-Link (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)

Localize seu roteador no site da D-Link (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)

Depois de entrar nas configurações do roteador (seguindo o endereço padrão, 192.168.0.1), acesse a seção de Manutenção e em atualizar o firmware. Se precisar de mais ajuda, confira o nosso passo a passo detalhado.

Acesse as configurações do roteador (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)Acesse as configurações do roteador (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)

Acesse as configurações do roteador (Foto: Reprodução/Paulo Vasconcellos)

Também é recomendado o uso de uma senha forte para evitar que qualquer pessoa consiga invadir seu roteador. Para isso, é importante misturar letras maiúsculas com minúsculas, usar algarismos e caracteres especiais. Outra sugestão é criar a palavra-chave a partir de um gerador de senhas.

Como mudar o canal do roteador para melhorar o sinal Wi-Fi? Saiba no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.