Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A temporada 2018-2019 Dota 2 terá algumas mudanças. Após o The International 2018, a Valve, desenvolvedora do game, anunciou um conjunto de novidades para o Dota Pro Circuit, como um novo sistemas de pontuação e classificação para Minors, Majors e para o Mundial. Entenda, a seguir, essas mudanças e como elas irão influenciar os times e as dinâmicas dos torneios.

Novo sistema de pontos

Diferente do sistema anterior, os pontos agora serão conquistados pelos times, e não pelos jogadores. Desta forma, se um pro player mudar de time no meio da temporada, os pontos ficarão com a organização antiga do atleta. Os times poderão registrar seus integrantes durante toda a temporada. Caso a equipe mude a escalação ou faça partidas com substitutos, as punições sofridas não serão tão severas quanto antes.

Nos Majors, onde o sistema é de dupla eliminação, serão distribuídos ao todo 15 mil pontos e uma premiação de US$ 1 milhão (mais de R$ 4 milhões em conversão direta). A mesma regra valerá para os oito times nos Minors, caso o sistema de eliminação também seja o mesmo. Assim, serão distribuídos 500 pontos e uma premiação de US$ 300 mil (mais de R$ 1 milhão).

Veja novas tabelas de distribuição de pontos:

Participação no The International 2019

A próxima edição do Mundial de Dota 2 contará com a participação de 18 times: as 12 equipes com maior pontuação da temporada e 6 times vindos das qualificatórias do The International (com apenas um time se classificando por região). Nesse sentido, o objetivo da temporada será pontuar mais e fazer uma boa campanha nas classificatórias.

Sistema de classificação para Majors e Minors

Na próxima temporada os convites diretos para Majors e Minors vão acabar. Desta forma, todos os times terão que passar por qualificatórias. A única exceção será o vencedor do Minor, que garantirá vaga automaticamente para o Major seguinte.

A quantidade de participantes das competições também mudou: os Minors vão contar com oito times, com pelo menos uma qualificatória para cada região. Os Majors terão 16 times, sendo um deles o vencedor do Minor e outros dois times vindos das qualificatórias regionais. Outra mudança importante é que apenas os times não-classificados para um Major poderão participar de qualificatórias para Minors.

Vale notar ainda que os torneios vão poder convidar equipes para as qualificatórias regionais fechadas. Entretanto, os mesmos precisam disponibilizar vagas para as equipes vindas de qualificatórias abertas.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.