Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O padrão brasileiro de tomadas de três pinos tem, na verdade, pequenas variações que podem passar despercebidas. Exemplo disso são os conectores de 10 ou 20 amperes, destinados a usos diferentes e que podem causar transtornos se usados indevidamente. A principal diferença fica por conta da grossura do plugue, maior para 20 A e menor para 10 A.

Pensando nisso, o TechTudo responde abaixo algumas dúvidas a respeito de ambos os padrões, o motivo da diferença e quais são os riscos em confundir os conectores na hora de ligar os dispositivos na tomada.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Qual é a diferença?

A diferença está nas tomadas. Para correntes de 10 A, os conectores são menores e mais estreitos em comparação aos de 20 A, com diâmetro padrão de 4 mm. A tomada de 20 A, por sua vez, tem diâmetro maior, de 4,8 mm. A diferença no diâmetro do furo que recebe os pinos é bem pequena, mas suficiente para impedir que você ligue um aparelho com plugue maior.

A mudança existe por uma questão prática de segurança. Existem aparelhos elétricos que dependem de correntes elétricas mais fortes para funcionar corretamente, como é o caso de microondas, geladeiras, fornos e aquecedores. Outros dispositivos, por sua vez, funcionam bem com menos, a exemplo de celulares, ventiladores e televisores, por exemplo.

Essa exigência por uma corrente mais intensa, ou de “amperagem” maior, acabou motivando a criação desses conectores de diâmetro diferentes. A ideia é impedir que o consumidor possa encaixar uma tomada de 20 A em um plug de 10 como forma de prevenir superaquecimento nos fios e riscos graves de acidentes e incêndios.

O que fazer?

Se você notar que um plugue não “entra” na tomada, o problema pode estar no diâmetro dos pinos. Nesse caso, evite forçar a tomada e opte por adaptadores, ou até pela troca da tomada na parede. Com 10 A e furos menores, a fiação pode ter diâmetro menor, adequada à corrente menos intensa.

Ao não respeitar isso, é possível que acidentes graves aconteçam, como curto-circuitos e até incêndios. Vale lembrar a situação contrária é diferente, uma vez que os 20 A de uma tomada vão ser suficientes para aparelhos que exigem apenas 10 A.

Como identificar?

Em geral, tomadas e plugues possuem marcações para identificar a corrente, portanto, basta conferir para não confundir. Uma boa solução para o problema é ter uma instalação elétrica de qualidade, com tomadas de 20 A próximas a dispositivos que exigem esse tipo de intensidade.

Qual a função do terceiro pino da tomada? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.