Por Julio César Puiati, para o TechTudo

23/09/2018 17h12


A Astralis se sagrou campeã do FACEIT London Major 2018, um dos maiores torneios de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), neste domingo (23). Em série disputada na Arena Wembley, Inglaterra, os dinamarqueses confirmaram o favoritismo e bateram os ucranianos da Natus Vincere por dois a zero nos mapas Nuke (16-6) e Overpass (16-9). Como premiação, o time levou para casa US$ 500 mil (cerca de R$ 2 milhões, em conversão direta).

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Desde que o quinteto atual da Astralis foi formado, em fevereiro, a equipe dinamarquesa jogou 18 vezes no mapa Nuke e não perdeu em nenhuma ocasião. No Mundial, não foi diferente. Os melhores do mundo dominaram a Natus Vincere e contaram com boas atuações da dupla dupreeh e Xyp9x. Juntos, os riflers terminaram o confronto com 36 abates e sete assistências combinadas.

As estatísticas revelam dados invidivuais, mas há de se destacar o espírito coletivo do quinteto. Os representantes da Dinamarca executaram ótimas entradas pelo lado terrorista e boas tomadas de decisão como CTs. Dev1ce e seus companheiros venceram nove rounds em sequência e não deram chances a Natus Vincere. Os ucranianos só venceram dois pistols e alguns armados.

Pelo lado da Na'Vi, s1mple esteve irreconhecível. O AWPer e grande craque da equipe foi o jogador com menos abates no mapa (9) e apenas electronic se destacou. O rifler russo de 20 anos acumulou 17 abates, com destaque para grande clutch no 13º round. Sozinho, o jogador venceu duelo contra três adversários e permitiu com que a Natus Vincere respirasse.

Ao contário da Nuke, o mapa Overpass foi muito mais equilibrado, a começar pelos pistols. Se a Na'Vi foi arrasadora nos rounds das pistolas, foi a vez da Astralis conquistar ambos. Além disso, o duelo se manteve igual até a virada de lados, quando os dinamarqueses, como CTs, foram para o intervalo na liderança do placar: nove a seis.

A Astralis, no entanto, voltou a deslanchar e a atropelar a Natus Vincere pelo lado terrorista. Liderado por dupreeh, o quinteto da Dinamarca emplacou cinco rounds em sequência. Electronic, s1mple e seus companheiros até ensaiaram uma reação no final do confronto, mas os triunfos não foram o suficiente para evitar a derrota.

Campanha brasileira

A MIBR, dos brasileiros Gabriel "FalleN" Toledo, Marcelo "coldzera" David e Fernando "fer" Alvarenga, se classificou para os playoffs após campanha de três vitórias e duas derrotas na primeira fase. Nas quartas de final, o quinteto deu sequência aos bons resultados e derrotou a compLexity por dois a zero, mas acabou perdendo logo em seguida, nas semifinais, para a Na'Vi.

Já a Team Liquid, dos brasileiros Epitácio ''TACO'' de Melo e Wilton "zews" Prado, também alcançou as semifinais do Mundial. A organização norte-americana foi dona da melhor campanha na primeira etapa (três vitórias e nenhuma derrota) e avançou com tranquilidade ao mata-mata. O time despachou a HellRaisers nas quartas e foi eliminada pela Astralis depois.

Veja como ficou a tabela de classificação do Mundial:

Soberania dinamarquesa

Atual primeira colocada do ranking HLTV, a Astralis faturou seu sexto título de grande expressão em 2018. Os melhores do mundo já haviam conquistado o DreamHa

... ck Masters Marseille 2018, a ECS Season 5 – Europe (temporada regular e finais), a ESL Pro League Season 7 – Finais e, mais recentemente, a ELEAGUE CS:GO Premier 2018.

Astralis e Team Liquid voltam a jogar na quarta-feira (26) para a disputa da ESL One: New York 2018. O torneio distribuirá US$ 250 mil (cerca de R$ 1 milhão) em premiações gerais. Já a MIBR terá de esperar um pouco mais. Os brasileiros foram convidados para disputar a BLAST Pro Series: Istanbul 2018, entre 28 e 29 de setembro, na Turquia.

Como instalar o game Counter Strike? Descubra no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.