Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Spotify começou a solicitar o acesso à localização do celular de usuários para manter ativas assinaturas do plano família. Segundo relatos de assinantes nos Estados Unidos e na Alemanha, a empresa enviou e-mails com uma mensagem de alerta e um link para obter as coordenadas do GPS. O objetivo é comparar a informação com o endereço cadastrado no plano.

Ao site especializado The Verge, o Spotify confirmou que se trata de um teste aplicado a apenas alguns usuários. “O Spotify está atualmente testando melhorias na experiência do usuário do Premium Familiar com pequenos grupos de usuários em mercados selecionados”, explicou a empresa.

O plano família do Spotify permite que até seis pessoas compartilhem uma assinatura única pagando um preço proporcionalmente menor. Enquanto um plano individual custa R$ 16,90, a modalidade para famílias tem preço de R$ 26,90, menos de R$ 4,50 por pessoa. As regras do plano garantem o acesso ao titular e “até cinco pessoas que morem no mesmo endereço que o seu”.

Até então, não havia uma maneira de controlar a localização de usuários. A brecha permite que grupos de amigos ou familiares que não morem juntos aproveitem o preço mais baixo, burlando as regras do plano. Para isso, basta informar o mesmo endereço no momento do cadastro.

Os atributos do Plano Familar são os mesmos do Premium convencional. Assinantes podem pular músicas à vontade, criação automatizada de playlists e rádios. Além disso, a versão paga remove anúncios e permite fazer download de músicas para ouvir offline. Estudantes também podem podem assinar o serviço por R$ 8,50 ao mês.

Usuários protestam

A solicitação de localização não foi bem recebida por usuários. Nas redes sociais, assinantes reclamam que deveriam poder compartilhar o plano com membros da mesma família que não, necessariamente, moram juntos.

Para analistas de mercado, investidores do Spotify vêm mostrando descontentamento com o declínio do preço médio desembolsado por assinantes. O problema seria decorrente, principalmente, da migração para o plano familiar.

A popularidade de planos compartilhados não é exclusividade do Spotify. Segundo informações divulgadas pela Billboard, cerca de 50% de todos os assinantes de serviços de streaming de música no mundo participam de planos familiares.

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Spotify ou Deezer? Opine no Fórum TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.