Por Eduardo Manhães, da Redação

08/10/2018 16h16


O Google anunciou o fim do Google+ nesta segunda-feira (8), depois de uma brecha de segurança que expôs informações de cerca de 500 mil usuários. O erro nas Interfaces de Programa de Aplicação (APIs) permitiu 438 aos aplicativos conectados ao serviço acessarem dados restritos dos usuários, segundo a empresa. A Gigante de Buscas não consegue precisar a extensão dos perfis afetados, mas afirma não haver evidências sobre o uso indevido das informações ou o envolvimento de desenvolvedores de programa no caso — que já foi resolvido.

O Google, em comunicado oficial, indica a vulnerabilidade de dados presentes em campos estáticos e opcionais da plataforma, como nome, endereço de e-mail, ocupação, sexo e idade. No entanto, reforça a integridade de conteúdos postados ou conectados ao Google+, por exemplo, mensagens, dados da conta do Google, números de telefone ou conteúdo do G Suite. Para os usuários se adaptarem, o encerramento vai durar 10 meses, com fim em agosto de 2019. Nos próximos meses, a plataforma fornecerá informações adicionais, que incluem formas de baixar arquivos e migrar dados.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

... "adsense-techtudo">

História em desenvolvimento.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.