Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Luiz Felipe Lima, para o TechTudo


A tradição dos brasileiros no CS 1.6 é antiga e surgiu muito antes do CS:GO. Há mais de dez anos, o Brasil já se destacava no cenário competitivo do CS, que fazia sucesso nas lan houses do país e nos torneios. Relembre, a seguir, alguns dos títulos conquistados por brasileiros no Counter Strike. Jogadores como Rafael “pava” Pavanelli, Raphael “cogu” Camargo, Lincoln “fnx” Lau e Alexandre “gAuLeS”, que compuseram line ups clássicas das equipes G3X e MIBR, aparecem na lista.

ESWC - 2006

Made in Brazil (bruno, fnx, nak, cogu, KIKO)

Premiação: US$ 52 mil (R$ 200 mil)

A conquista da ESWC 2006 pela MIBR foi provavelmente o título mais importante de uma equipe brasileira no CS 1.6. Superando equipes muito fortes do cenário internacional, como Fnatic, NiP e Virtus.pro, Bruno "bit" Lima, Lincoln "fnx" Lau, Renato "nak" Nakano, Raphael "cogu" Camargo e Carlos "KIKO" Segal levaram o troféu da competição e o prêmio de US$ 52 mil (cerca de R$ 200 mil em conversão direta).

IEM III American Championship - 2008

Made in Brazil (cogu, btt, nak, bit, fnx)

Premiação: US$ 25 mil (R$ 95 mil)

Outro título importante conquistado pelos brasileiros da Made in Brazil foi o Intel Extreme Masters III American Championship, em 2008. Disputando contra grandes equipes norte-americanas, como Evil Geniuses, X3O Gaming e Gravitas Gaming, os brasileiros saíram do torneio como campeões e levaram US$ 25 mil (cerca de R$ 95 mil na cotação atual).

ESWC Brazil - 2007

Made in Brazil (cogu, nak, bit, fnx, bruno)

Premiação: R$ 15 mil

A MIBR aparece novamente na lista, desta vez no torneio classificatório que deu vaga para a ESWC 2007 internacional. Além da Made In Brazil, grandes equipes brasileiras, como G3X, Revoltz e PlayArt, também estavam na disputa. Mas o time de cogu, nak, bit, fnx e bruno foi superior e levou o prêmio de R$ 15 mil.

digiLAB - 2006

Made in Brazil (btt, cogu, pava, ton, eduzin)

Premiação: NOK 50 mil (R$ 23 mil)

O Brasil não conquistou apenas a ESWC 2006 em território europeu. A MIBR também levou o digiLAB 2006, na Noruega, na época com os atletas Thiago "btt" Monteiro, Raphael "cogu" Camargo, Rafael "pava" Pavanelli, Wellington "ton" Caruso e Eduardo "eduzin" Chagas. Apesar do campeonato não ter reunido grandes equipes (a mais forte era a Team Catch-Gamer, que ficou em segundo lugar), os brasileiros faturaram NOK 50 mil (cerca de R$ 23 mil na cotação atual).

LatinCup - 2004

G3nerationX (eduzin, Corassa, pava, pred, KIKO)

Premiação: US$ 5 mil (cerca de R$ 18 mil)

O Brasil já mostrava sua força nos primórdios do CS 1.6 competitivo. Em 2004, a G3nerationX, também conhecida como G3x, disputou com grandes times da América Latina na LatinCup. A equipe de Rafael "pava" Pavanelli, Rafael "pred" Velloso, Carlos "KIKO" Segal , Eduardo "eduzin" Chagas e Eduardo "Corassa" Corassa venceu o torneio e faturou US$ 5 mil (cerca de R$ 18 mil na cotação atual do dólar).

CPL Chile - 2005

Made in Brazil (btt, cogu, Eduzin, pava, ton)

Premiação: US$ 5 mil (cerca de R$ 18 mil)

A Made in Brazil, sem dúvida, foi o maior nome brasileiro no CS 1.6. Outro título de grande expressão conseguido pela tag foi o da CPL Chile 2005, onde equipes como United5, Team Catch-Gamer e G3X disputavam a premiação total de US$ 10 mil (cerca de R$ 38 mil na cotação atual do dólar). Vitoriosa, a MIBR conseguiu a maior parte da premiação: levou US$ 5 mil para casa (R$ 18 mil).

Virtual Space Championship 2004

G3nerationX (cogu, aliche, gAuLeS, Jimmy, BlooD)

Premiação: R$ 5 mil

Por fim, um outro grande título nacional trouxe destaque para o cenário brasileiro de CS 1.6. Contando com equipes como Made in Brazil, G3X e RevoltZ, o Virtual Space Championship 2004 trouxe uma premiação impressionante para um torneio brasileiro na época: R$ 5 mil. Com Raphael "cogu" Camargo, Alexandre "aliche" Donini, Alexandre "gAuLeS" Borba, Jimmy e Rafael "BlooD" Frid, a G3X superou a MIBR e foi a grande campeã.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.