Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Murilo Tunholi, da Redação


Fallout: 76 é a nova aposta da Bethesda para a franquia de RPG pós-apocalíptico. O jogo será lançado para PC, PS4 e Xbox One no 14 de novembro de 2018 e conta com menus e legendas em português do Brasil. O diferencial do game é ser completamente online, ou seja, não tem campanha single player como em Fallout 4. O TechTudo jogou a beta exclusiva do Xbox One e conta as primeiras impressões:

Antes de qualquer consideração, é necessário explicar que a beta foi aberta com o objetivo de ser um teste de estresse do servidor, portanto não serão considerados problemas de latência nestas primeiras impressões.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A primeira atividade a se fazer em Fallout: 76 é criar um personagem. A customização é bastante avançada e pede alguns minutos de paciência para mudar os pequenos detalhes da aparência do protagonista. Em um jogo em que há várias pessoas jogando no mesmo mundo ao mesmo tempo é importante se diferenciar.

Ao entrar no jogo o primeiro problema surgiu. Por mais que estivesse jogando no Xbox One X, havia quedas de frames a todo momento. Além disso, a demora na renderização de modelos e texturas era visível tanto em ambientes abertos quanto fechados. Isso atrapalhou a gameplay, já que era difícil até mesmo mirar com as quedas de frames constantes.

Um tutorial é oferecido no início da gameplay para ensina os controles básicos. Ele acontece dentro do cofre de número 76, classificado como o que guarda os sobreviventes mais inteligentes e preparados de West Virginia. Depois, você é jogado no mundo e precisa sobreviver da melhor maneira possível junto de seu fiel companheiro, o Pip-Boy 2000 Mk VI.

O mapa é grande e o jogo não oferece opções de veículos até o ponto em que joguei, o que dificultou evoluir mais que o nível oito. A beta ficou disponível durante quatro horas e posso falar facilmente que passei pelo menos duas só correndo entre os objetivos. O ponto positivo é que encontrei muitas missões secundárias nos trajetos e pude fazer objetivos diferentes, como dominar um aeroporto e depois defendê-lo de hordas de Supermutantes.

As mecânicas conhecidas de Fallout 4 estão de volta, como a necessidade de ficar atento à fome, sede e radiação. A novidade da vez é a mudança no sistema de S.P.E.C.I.A.L. e os Perks (Vantagens, em português). Assim como em outros jogos da franquia Fallout, o S.P.E.C.I.A.L. define seu nível de força, percepção, resistência, carisma, inteligência, agilidade e sorte, respectivamente.

A cada nível evoluído você pode colocar um ponto em um dos atributos. Um pacote de cartas de perks também é dado e podem ser colocadas nos respectivos atributos. Por exemplo, há cartas como o “Bom Cãozinho”, que triplica os benefícios ao se alimentar com comida de cachorro. É, temos que fazer o possível para sobreviver em um mundo destruído por bombas nucleares.

Por ser uma beta exclusiva para o Xbox One, imaginei que ela seria bem otimizada, ainda mais no Xbox One X. A próxima beta poderá ser jogada no PS4 e PC, no dia 30 de outubro de 2018 e espero que a Bethesda conserte os principais bugs e problemas encontrados no console de Microsoft. Se não, precisarei esperar o lançamento final, em novembro, para dar um veredito para Fallout: 76.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.