Por Filipe Garrett, para o TechTudo

31/10/2018 08h00


SSID é uma sigla que significa “service set identifier”. Basicamente, esse é o “nome” da sua rede Wi-Fi, aquele que aparece quando você visualiza redes sem fio disponíveis na sua área. Embora o conceito seja simples, o SSID pode virar uma arma interessante para garantir maior segurança à sua rede. Por outro lado, esse pode ser um problema, caso você não tenha cuidado na hora de escolher o nome que deseja usar para o Wi-Fi da sua casa ou escritório.

A principal função do SSID é tornar a ação de encontrar e se conectar a redes mais fácil para o usuário. Sem ele, seu Wi-Fi pode ficar "invisível" e não aparecer nas opções disponíveis de quem deseja se conectar – o que, em alguns casos, pode representar um fator extra de segurança.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Nomes de rede Wi-Fi podem ter até 32 caracteres e há distinção entre minúsculas e maiúsculas: “minharede” é diferente de “MinhaRede”, por exemplo. Alguns caracteres especiais podem ser usados na criação de um SSID para a sua rede, embora o ideal seja evitar o uso desses símbolos por conta de problemas de compatibilidade com dispositivos mais antigos.

Você pode usar um nome padrão para a sua rede – como o que vem pré-definido de fábrica no seu roteador– mas também pode personalizar o termo de acordo com a sua necessidade.

Como funciona?

Dependendo das configurações, o roteador irá transmitir o nome da rede para quem quiser tentar negociar uma conexão. Do outro lado, o seu dispositivo busca por SSIDs disponíveis e lista aquelas redes que são encontradas entre as opções para conectar.

Se a rede for do tipo aberta, como é comum em espaços públicos, é possível que não seja necessário usar uma senha para estabelecer conexão. Nesse caso, basta apenas conhecer o SSID do Wi-Fi. Redes mais seguras, em escritórios e casas, por exemplo, provavelmente têm algum tipo de criptografia, exigindo a senha de acesso, além do SSID.

Ocultando um SSID como forma de segurança

Por padrão, o nome da sua rede, o SSID, será transmitido pelo roteador para que todos nas proximidades enxerguem e possam tentar uma conexão.

Entretanto, você pode desligar esse recurso: dessa forma, quem quiser se conectar à rede terá de saber o SSID e a senha, já que o Wi-Fi não vai aparecer automaticamente como disponível no seu entorno. Isso é possível por meio da interface de configuração do seu roteador. Nas configurações wireless haverá uma opção para ocultar o SSID, impedindo que o dispositivo transmita o nome.

Mudando o SSID

É possível mudar o nome da sua rede, observando os limites explicados anteriormente sobre o que pode e o que não pode em termos de nomes. Essa configuração também é feita por meio da interface de controle do seu roteador.

Problemas

Alguns problemas podem aparecer quanto ao SSID:

  • Nomes repetidos: duas redes na mesma área com o mesmo nome podem criar confusão. Nesse caso, os dispositivos podem tentar conectar à rede errada.
  • Nomes com caracteres especiais: alguns dispositivos e computadores com sistemas opera
... cionais Linux podem ter dificuldade em enxergar redes batizadas com caracteres especiais, como espaços, sublinhados e hífens.
  • Evite nomes padrão: seu roteador vem de fábrica com um SSID pré-definido e é recomendado que você evite usá-lo. A razão é simples: se um vizinho tiver um roteador igual, e resolver adotar o SSID padrão também, pode ser que os nomes repetidos gerem conflitos.

Como melhorar o sinal da rede Wi-Fi? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.