Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Thiago Rocha, para o TechTudo


O mouse é um dos acessórios mais conhecidos e usados em um computador. Lançado na década de 60 pelo engenheiro eletricista Douglas Engelbart, o clássico periférico revolucionou a indústria de informática na época, uma vez que permitia a interação do usuário com a máquina. O dispositivo passou por algumas mudanças no decorrer do tempo até chegar ao design conhecido nos dias de hoje.

Embora o mouse convencional ainda seja funcional e amplamente utilizado, existem alguns dispositivos alternativos que prometem formas de interação com o computador completamente novas e também mais precisas. A seguir, confira sete aparelhos diferentes que podem substituir o tradicional mouse.

Quer comprar um mouse barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

1. Trackball

Embora tenha sido lançado antes do mouse convencional, o Trackball continua sendo uma alternativa interessante ao clássico dispositivo. O diferencial está no fato de não precisar movimentar o aparelho sobre uma superfície para controlar o cursor do sistema. Em vez disso, o usuário mantém o dispositivo fixo na mesa e utiliza o polegar ou outro dedo, dependendo do modelo, para mover uma bola, que a cada giro desloca o ponteiro do mouse.

A promessa da tecnologia é proporcionar um conforto muito maior, reduzir a tensão muscular e diminuir a pressão sobre o pulso. No mercado online, é possível encontrar aparelhos do tipo por preços na casa de R$ 200. Vale ressaltar que exitem alguns modelos que conciliam a tecnologia Trackball com o mouse tradicional, como acontece com o Logitech MX ERGO.

2. Mesa digitalizadora

Bastante conhecida entre os profissionais de design, a mesa digitalizadora promete mais precisão e conforto do que o mouse convencional. O dispositivo consiste em uma espécie de tablet que utiliza uma caneta para controlar o ponteiro. Alguns modelos são sensíveis à pressão, permitindo que o usuário, por exemplo, simule um pincel de pintura, fazendo traços mais leves ou mais grossos.

Assim como o dispositivo apresentado no tópico acima, a mesa digitalizadora também visa evitar os problemas com LER (Lesão por Esforço Repetitivo) causados pelo uso excessivo do mouse. O preço do aparelho é de, pelo menos, R$ 300 no varejo online.

3. Trackpad

Com funcionamento semelhante ao do touchpad, mouse de notebooks, o trackpad permite controlar o ponteiro do mouse apenas deslizando o dedo sobre a superfície do dispositivo. Alguns modelos são bastante sensíveis e conseguem interpretar a entrada de vários dedos, permitindo realizar gestos, como de deslizamento, selecionar, zoom, alternar entre janelas e outros.

O exemplo mais conhecido desse tipo de aparelho é o Magic Trackpad, da Apple. Custando em média R$ 899, o modelo apresenta design elegante e fino, além de superfície de vidro. O produto ainda conta com sensores de força para detectar cliques em qualquer lugar e até as diferenças mais sutis na pressão aplicada.

4. Mouse de projeção

Sucesso no Kickstarter e também no Indiegogo, o ODiN é um projetor a laser capaz de criar um mouse virtual em qualquer superfície plana. Ele consegue fazer tudo que um touchpad comum faz, como rolagem de páginas, cliques, zoom, pinça entre outras funções. O dispositivo ainda possui um triângulo no meio que funciona como botão personalizável.

O design do acessório remete às feições de um rosto, com direito a olhos e bocas. O ODiN funciona nos sistemas operacionais macOS e Windows, e está disponível nas cores preto, prata e verde. Seu preço no mercado internacional é de aproximadamente US$ 65, cerca de R$ 242 na cotação atual, sem considerar os impostos.

5. Mouse Vertical

Esse tipo de mouse tem um formato diferente dos modelos convencionais, com um encaixe para a mão na vertical. O produto promete reduzir as dores e desconfortos, já que proporciona uma pega semelhante ao aperto de mãos e permite a movimentação completa do antebraço, evitando tensão e pressão na musculatura do pulso.

Alguns modelos de mouses verticais, como os da Logitech e o Delux, apostam em uma aparência direcionada ao amantes de games, com detalhes coloridos e teclas de localização. O preço, no entanto, pode ser relativamente caro para algumas pessoas. No mercado nacional, o acessório custa pelo menos R$ 400.

6. Peregrine Gaming Glove

A Peregrine Gaming Glove é uma alternativa interessante para os entusiastas de tecnologia. O produto consiste em uma luva capaz de substituir o mouse e também o teclado. A ideia, segundo a fabricante, é oferecer uma experiência diferenciada, imersiva e mais intuitiva ao trabalhar ou jogar, por exemplo.

O funcionamento do acessório é relativamente simples: basta apenas que o usuário toque, com a ponta dos dedos, os sensores espalhados pela luva. A fabricante afirma que o produto oferece até 17 pontos de toque que podem ser personalizados por meio de um software próprio. No entanto, a luva não está à venda no país. Quem desejar importá-la deve encontrar preços na casa de US$ 99, o equivalente a R$ 370 em conversão direta e sem impostos.

7. SmartNav

Esse dispositivo usa uma câmera infravermelha para rastrear seus movimentos da cabeça e, assim, controlar o cursor do mouse. O acessório monitora as reflexões de um ponto minúsculo, que você pode colocar na cabeça, mão, chapéu, óculos ou em qualquer outro lugar visível. Dessa forma, a tecnologia também é ideal para quem perdeu os movimentos da mão.

Segundo a fabricante, menos de uma polegada de movimento é mais que suficiente para mover o cursor pela tela inteira. No entanto, é possível ajustar a velociade do ponteiro caso o usuário prefira movimentos maiores. Assim como o aparelho anterior, o SmartNav está à venda apenas no mercado exterior. Seu preço inicial é de US$ 399, cerca de R$ 1.490 no câmbio atual e sem considerar os impostos.

Qual é o melhor mouse gamer? Opine no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.