Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Julio César Puiati, para o TechTudo


O prêmio de melhor jogador de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) do mundo, entregue pela HLTV desde a temporada 2013, é o título de maior prestígio no competitivo global do game. A coroação é feita todo final de ano, após análises do ranking e de estatísticas acumuladas. O brasileiro Marcelo "coldzera" David é o atual dono do título pela temporada de 2017. Cold também foi o melhor da cena em 2016. O melhor jogador de CS de 2018 ainda não foi escolhido. Relembre, a seguir, todos o campeões até hoje.

GeT_RiGhT (2013)

Christopher "GeT_RiGhT" Alesund foi o primeiro vencedor da era Global Offensive. Considerado um dos melhores jogadores de Counter-Strike da história, o rifler sueco teve grandes vitórias vestindo a camisa da Ninjas in Pyjamas no período de transição. Dono de uma frieza inigualável, o atleta conquistou o mundo com clutches impossíveis e agressividade dentro do servidor.

GeT_RiGhT não foi eleito o melhor jogador do mundo à toa. O craque do NiP terminou 2013 com a maior porcentagem de eliminações por round (0.85), foi eleito o MVP de cinco competições e faturou nove títulos de grande expressão. Só faltou o Major. O vice-campeonato do DreamHack Winter, no entanto, não ofusca de forma alguma sua grande temporada.

GeT_RiGhT (2014)

O sucesso de GeT_RiGhT continuou no ano seguinte. Eleito mais uma vez o melhor jogador do planeta, a lenda sueca deu continuidade ao bom trabalho apresentado em sua equipe. Embora tenha conquistado menos títulos e ostentado algumas estatísticas inferiores em relação à temporada anterior, Christopher assumiu o protagonismo que lhe cabia e tornou-se ainda mais decisivo em grandes torneios em 2014.

O craque conduziu o Ninjas in Pyjamas às finais dos três Majors disputados no ano. Ainda que a organização europeia tenha batido na trave no ESL Major Series One Katowice, para a Virtus.pro, e no DreamHack Winter, para a Team LDLC.com, o quinteto conseguiu erguer a taça da ESL One: Cologne. Durante dois anos, GeT_RiGhT foi o líder de um dos melhores times da história.

olofmeister (2015)

Se a NiP dominou os dois primeiros anos do cenário competitivo do CS:GO, em 2015 foi a vez da Fnatic assumir a liderança com as boas atuações de Olof "olofmeister" Kajbjer. Fosse na AWP ou nos rifles, o jogador sueco usou da sua versatilidade e consistência para conquistar o título de melhor atleta da temporada.

Olof alcançou a marca de 3746 kills acumuladas ao longo do período, mais do que qualquer outro concorrente. Além disso, a Fnatic venceu 71.2% dos rounds em que o craque sueco anotou alguma eliminação. Os números de olofmeister também se traduziram em títulos: foram 15 troféus, entre eles dois Majors, a ESL One: Katowice e a ESL One: Cologne.

coldzera (2016)

Em pouco menos de 18 meses, Marcelo ''coldzera'' David saiu do anonimato para compor o escalão de melhores jogadores do Counter-Strike. Pela Luminosity Gaming, o habilidoso riffler trouxe ao Brasil o primeiro Major da história após campanha inabalável em Columbus, no MLG Major Championship. Pouco tempo depois, já sob as cores da SK Gaming, o jovem paulista faturou o segundo Mundial da carreira ao vencer a ESL One: Cologne.

A ascensão de coldzera foi coroada com o título de melhor atleta do ano. E os números realmente impressionaram. O craque brasileiro foi eleito o MVP dos dois títulos históricos e tornou-se líder nas estatísticas, como o melhor rating em Majors (1.28) e a melhor diferença Kills-Deaths (+709) da temporada. Cold encantou os fãs com sua técnica refinada e colocou o Brasil de vez nos holofotes do cenário competitivo.

colzdera (2017)

A esquadra brasileira não voltou a conquistar um Mundial em 2017, mas continuou a apresentar performances sólidas em campeonatos de grande expressão. No período em questão, a SK Gaming ergueu nove troféus e foi protagonista na cena. Mais uma vez, os representantes nacionais reinaram em Counter-Strike em função de outra belíssima temporada de coldzera, eleito, pela segunda vez, o melhor do planeta.

O rifler bateu números de dar inveja a qualquer atleta, como o maior rating em eventos de grande expressão (1.24) e playoffs (1.22), a melhor diferença Kills-Deaths (+948) da temporada e o maior número de clutches 1x1 vencidos (72). Coldzera mostrou ao cenário que suas atuações em 2016 não foram um ponto fora da curva, firmando-se como um dos maiores jogadores de CS:GO de toda a história.

via HLTV

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.