Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por 99


Você tem o sonho de abrir sua própria startup e entrar de cabeça no mundo da inovação? É hora de colocar o plano em prática. Esse setor vive um momento de efervescência sem precedentes no Brasil. Investidores estrangeiros estão de olho nas startups nacionais, as incubadoras estão ávidas por ideias transformadoras, e grandes empresas perceberam a importância de parcerias com os expoentes da nova economia. "Os últimos três anos foram, de longe, os melhores para o mundo da tecnologia no Brasil e na América Latina", diz Anderson Thees, sócio-diretor da Redpoint Ventures.

Thees foi um dos palestrantes do Tech Summit Brasil, evento promovido por Valor Econômico, Época Negócios e TechTudo, com o patrocínio da 99, que reuniu alguns dos maiores experts do País em inovação tecnológica nos negócios. Nós estivemos por lá e reunimos dicas que eles deram para quem deseja criar – ou já tem – uma startup.

FOQUE NO CLIENTE

As startups de maior sucesso geralmente são aquelas que trazem soluções inovadoras e práticas para demandas do cotidiano das pessoas e empresas. "É nítido que elas estão indo ao encontro do cliente; ele é o foco", diz Renata Zanuto, head do centro de inovação Cubo. Mas não vale sossegar. "Nunca se distanciar do problema real que decidiu atacar é o que alimenta a inovação. Estar constantemente atento às demandas dos consumidores permite entender rapidamente o que eles precisam e criar novas soluções", diz Davi Miyake, diretor de Operações Brasil da 99.

PRATIQUE A SERENDIPIDADE

Essa é a palavra do momento no universo das startups. Serendipidade é, digamos, a felicidade do "acaso". No universo da inovação, seriam aqueles encontros inesperados com gente do setor que acabam rendendo projetos, parcerias e novos negócios. Incubadoras, coworkings e centros de empreendedorismo são ambientes mais que propícios para a serendipidade. Renata Zanuto dá a dica para dar chance ao "acaso" no mundo das startups: "Esteja disposto a conversar com a pessoa que está ao seu lado, ouvir o que ela tem a dizer, conectar-se. Fique aberto a novas ideias, metodologias e formas de trabalhar".

INVISTA NA FORMAÇÃO

A inovação tecnológica anda a passos tão largos no Brasil que os especialistas avaliam que faltará mão de obra especializada para suprir a demanda futura. "Há talentos, mas poucos. Acredito que esse será um dos maiores gargalos que a indústria da tecnologia vai sofrer nos próximos anos", diz Eduardo Musa, fundador da Yellow. Dica extra: as empresas já estão carentes de desenvolvedores com boa formação.

ENFRENTE A BUROCRACIA

Sim, ela existe, e não há como escapar. "A dica que eu dou é ter calma e resiliência, e continuar indo em frente. O processo é burocrático, mas não impossível e nem de longe insuperável", conta Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank. E olha que ela tem propriedade nesse assunto. Para colocar no ar o primeiro banco virtual do mercado brasileiro, ela enfrentou uma maratona de burocracias ainda mais complicadas e repleta de regulamentações próprias do setor de negócios financeiros.

SEJA INCLUSIVO

Quando estiver montando sua equipe, aceite o desafio lançado no Tech Summit pelo empreendedor social Eduardo Lyra, criador do Instituto Gerando Falcões: construa pontes para integrar as periferias ao cenário de inovação. "Nosso grande desafio é pegar o know-how extraordinário das empresas que estão fazendo acontecer e juntar com os talentos da favela", diz. "Quando conseguirmos unir esses dois mundos, teremos uma explosão de inovação e resolveremos os grandes problemas do País", diz.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.