Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Por Julio Puiati, para o TechTudo


A Astralis é a grande campeã da ESL Pro League Season 8 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Os dinamarqueses confirmaram o favoritismo perante a Team Liquid do brasileiro Epitácio ''TACO'' de Melo neste domingo (9), faturaram o nono título da temporada e, de quebra, também conquistaram o primeiro Intel Grand Slam da história. Com propriedade, Nicolai "device" Reedtz e seus companheiros fecharam a série com parciais 8-16 (Train), 16-11 (Mirage), 16-11 (Inferno) e 16-10 (Dust 2), levando para casa US$ 250 mil (cerca de R$ 973 mil) em premiações e um bônus de US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,8 milhões) adicionais.

A MIBR, uma das favoritas ao troféu, foi eliminada nas semifinais. O time dos brasileiros Gabriel ''FalleN'' Toledo, Marcelo ''coldzera'' David e Fernando ''fer'' Alvarenga perdeu para a Liquid (2-0) e ficou pelo caminho. As melhores equipes de CS:GO voltam a se enfrentar na BLAST Pro Series: Lisbon 2018 entre 14 e 15 de dezembro, em Portugal. Confira, a seguir, os principais momentos da final, a tabela de classificação atualizada e os destaques do campeonato em geral.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A Train foi o primeiro mapa de escolha da Astralis, mas quem levou a melhor foi a Liquid. A organização norte-americana comandou as ações do jogo pelo lado terrorista, abriu 8-1 no placar e foi para o intervalo com vantagem confortável. Mesmo atrás no marcador, os dinamarqueses até ensaiaram uma reação a partir do segundo pistol. Com direto a clutch 2v1 vencido por Andreas "Xyp9x" Højsleth, a Astralis conquistou quatro pontos em sequência, mas não conseguiu evitar a derrota por 8-16. Jonathan "EliGE" Jablonowski, entry da Liquid, foi o nome da partida.

Os craques da Dinamarca deram o troco na Mirage por 16-11, primeiro mapa de escolha da Liquid. O duelo, a propósito, foi decidido nos detalhes. Os norte-americanos venceram o primeiro pistol, fizeram o ''dever de casa'' e emplacaram 4 rounds sem perder. Pelo lado terrorista, a Astralis se recuperou em grande estilo e virou o placar. Ambos os times se alternaram na liderança mais uma vez, até que, após o intervalo, os melhores do mundo conseguiram deslanchar com boa atuação de Lukas ''gla1ve'' Rossander. O rifler foi autor de 31 eliminações e um ace.

O terceiro mapa da série foi disputado na Inferno com vitória da Astralis. Os dinamarqueses venceram mais uma vez por 16-11 e alcançaram a liderança do placar geral. Mais uma vez, a partida foi extremamente equilibrada na maior parte do tempo. TACO e seus colegas iniciaram a campanha com vantagem de 3 rounds no lado terrorista, amargaram a virada antes do intervalo, mas se recuperaram como CTs. A Astralis, no entanto, foi impecável na reta final. Com direito a ace anti-eco de Xyp9x, os europeus não perderam nenhum ponto e fecharam o game.

O título foi decidido na tradicional Dust 2, um dos mapas mais conhecidos de Counter-Strike. À exemplo dos primeiros jogos, a Astralis encontrou dificuldades para deslanchar novamente, mas não titubeou nos minutos finais. Sob o comando de device, AWPer e grande craque do elenco, a organização dinamarquesa fechou a série em 16-10 e soltou o grito de campeão.

A oitava temporada da ESL Pro League Season, um dos campeonatos de maior prestígio do circuito competitivo, contou com a participação de 16 equipes divididas igualmente entre as regiões norte-americana e europeia. A edição, disputada entre 4 e 9 de dezembro em Odense, Dinamarca, foi histórica para o Brasil: além da MIBR, INTZ eSports e Sharks Esports, também brasileiras, se classificaram para o evento principal. As duas equipes não conseguiram acesso aos playoffs e foram eliminadas ainda na primeira fase.

Por que o notebook tem queda de FPS no CS:GO? Confira no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.