Por Filipe Garrett, para o TechTudo

19/03/2019 14h50 Atualizado 2019-03-19T17:54:18.693Z


Os iMacs de 21,5" e 27 polegadas receberam da Apple uma atualização nas configurações e agora passam a contar com opções de processadores de oitava e nona gerações da Intel, além de novas placas de vídeo Radeon Pro da AMD. A novidade, que contempla os modelos com tela Retina dos iMac, já está disponível no mercado norte-americano.

Aqui no Brasil, a fabricante já exibe os novos preços na loja oficial, embora as versões com especificações atualizadas do iMac ainda não estejam disponíveis para compra. O iMac de 21,5 mais em conta sai por R$ 11.699, enquanto o de 27" com processador i9 não consta na loja brasileira.

Quer comprar um MacBook barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

A versão de tela menor do iMac passa agora a contar com um processador Core i7 de seis núcleos e que trabalha em velocidades de 3,2 GHz (4,6 GHz com o Turbo Boost). Essa se torna a opção premium do modelo. Já no iMac de 27 polegadas, a novidade fica por conta de um Core i9 de nona geração. Com oito núcleos, o processador entrega velocidades entre 3,6 GHz e 5,0 GHz.

Outras variantes do iMac de 21,5 polegadas oferecem ainda o Core i3 (quad-core de 3,1 GHz) combinado com a placa Radeon Pro 555X ou processador i5 hexa-core (3,0 GHz a 4,1 GHz) com a Radeon Pro 560X. A tela é do tipo Retina e tem resolução 4K em todos os casos. Os preços para o Brasil ficam em R$ 11.699 e R$ 13.399, respectivamente.

De acordo com Apple, a nova versão do processador i7 hexa-core para o modelo de 21,5 polegadas entrega uma performance até 60% superior, se comparado à versão mais rápida com o mesmo tamanho de tela vendida atualmente. Com relação ao iMac de 27”, a performance chega a ser 2,4 vezes superior no computador com o i9. Entretanto, nenhuma das duas aparece listada na loja oficial brasileira no momento.

Já o modelo de 27" de tela Retina (nesse caso, com resolução 5K) oferece o mesmo processador i5 hexa-core, com velocidades de 3,0 GHz a 4,1 GHz, que a variante menor. Além disso, há outros computadores com Core i5 de 3,1 GHz a 4,3 GHz ou de 3,7 GHz a 4,3 GHz para o Brasil - versão que é a mais cara do tudo-em-um no mercado nacional, anunciada a R$ 20.199.

A Apple aproveitou a oportunidade e também atualizou o processamento gráfico dos seus modelos de tudo-em-um. O computador com tela de 21,5 polegadas recebe a placa de vídeo Radeon Pro Vega, com 20 unidades computacionais de processamento e 4 GB de memória HBM2, a mesma usada nos MacBooks Pro de 15”.

Já o modelo de 27 polegadas pode ser adquirido com a Radeon Pro Vega de 48 unidades computacionais, combinada com 8 GB de memória RAM HBM2 dedicada. De acordo com a fabricante, o iMac de tela grande terá um ganho de 50% de performance diante do iMac equipado com a Radeon Pro 580, antiga opção de placa gráfica top de linha da série.

Em termos de memória RAM, os sistemas continuam com a

... s mesmas quantidades: 32 e 64 GB, dependendo do tamanho de tela. A novidade é que, tirando proveito dos processadores mais atuais, a Apple foi capaz de aplicar módulos de memória mais rápidos, chegando a 2.666 MHz.

Vale lembrar que o iMac de entrada – com tela de 21,5 polegadas e sem tela Retina – não sofreu nenhuma modificação e continua disponível na loja oficial norte-americana da Apple.

Via Apple

Qual comprar: Macbook Air ou MacBook Pro? Comente no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.