Por Thomas Schulze, para o TechTudo

21/04/2019 14h45 Atualizado 2019-04-21T17:45:45.348Z


Mortal Kombat é uma das mais clássicas séries de luta dos videogames. Desde o lançamento do arcade original em 1992, a franquia recebeu dezenas de jogos. Alguns deles ótimos, como Mortal Kombat 3 e Mortal Kombat X, outros bizarros e com péssima recepção dos fãs e crítica, como Mortal Kombat 4 e Armageddon. Confira na lista a seguir os seis piores games da franquia:

Mortal Kombat Special Forces

Conhecida por seus capítulos numerados focados em luta entre dois jogadores, a série também se aventurou por outros gêneros onde, infelizmente, não teve o mesmo sucesso. Special Forces é um jogo de ação tridimensional lançado apenas para PlayStation em 2000 pela Midway, mas não conseguiu conquistar nem fãs nem crítica, apesar de sua trama e propostas inéditas.

Aqui o protagonista era o agente Jax, velho conhecido dos jogadores. O maior inimigo eram o design horrível e repetitivo das fases, a falta de violência e a jogabilidade chata, com puzzles tediosos e chefes sem inspiração. Como curiosidade, a história do jogo é canônica e representava o primeiro capítulo na linha cronológica da saga na ocasião de seu lançamento, precedendo os eventos de Mortal Kombat Mythologies: Sub-Zero.

Mortal Kombat Deadly Alliance

Deadly Alliance quebrou uma tradição da série: foi o primeiro jogo de luta a não aparecer nos fliperamas, sendo lançado diretamente para os consoles da época. Assim, em 2002 a Midway disponibilizou o game para Gamecub, PlayStation 2, Xbox e GameBoy Advance. Como de praxe, a versão para portáteis era ainda mais fraca que a dos consoles.

A grande inovação do jogo foi permitir que cada personagem tivesse três estilos de luta diferentes, com a polêmica inserção de armas às lutas. Para balancear os combates e incentivar o uso dos diferentes estilos, o número de golpes especiais foi reduzido, o que tirou um pouco da identidade da série e dividiu opiniões.

Mortal Kombat 4

Em 1997, com o advento dos primeiros jogos em três dimensões, a Midway fez sua primeira e tímida tentativa de emplacar um Mortal Kombat 3D. Mortal Kombat 4 foi lançado para fliperamas, Nintendo 64, PC, GameBoy Color, Dreamcast e PlayStation, mas a expectativa não foi cumprida em qualquer uma das plataformas.

A desenvolvedora teve problemas para criar gráficos usando as novas tecnologias, e problemas com a câmera e texturas estourando por todos os lados eram onipresentes. Com apenas dois fatalities por personagem e um gameplay era simplório e derivativo demais dos capítulos anteriores, Mortal Kombat 4 foi um jogo que não deixou saudades.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Mortal Kombat Armageddon

Lançado em 2007 para Nintendo Wii, PlayStation 2 e Xbox, seu grande destaque era a presença de absolutamente todos os personagens que já tinham aparecido na série até então. No entanto, o jogo também herdou alguns problemas de seus antecessores, como o controverso sistema de múltiplos estilos de luta por personagem.

Também foi uma escolha um tanto preguiçosa reutilizar o mesmo motor gráfico dos dois jogos anteriores. Além disso, o novo sistema de criar os seus próprios fatalities não agradou, e os minigames inusitados como Puzzle e Motor Kombat não caíram nas graças dos jogadores.

Mortal Kombat vs DC Universe

Apesar de sua premissa extremamente criativa, o último jogo de Mortal Kombat feito pela Mi

... dway Games tornou sua despedida agridoce. Lançado em 2008 para PlayStation 3 e Xbox 360, o jogo reunia os heróis mais famosos da DC e os lutadores mais queridos de Mortal Kombat, o que rendeu um certo ruído criativo.

A violência precisou ser bem atenuada a fim de preservar a imagem dos heróis, e não havia conteúdo extra o suficiente para desbloquear, o que tornava a experiência mais rasa que o habitual. Não foi um desastre, mas chegou longe de atingir todo o potencial que o crossover poderia ter.

Mortal Kombat Mythologies Sub-Zero

Esta infame aventura foi lançada em 1997 para Nintendo 64 e PlayStation. Tal qual Special Forces, a ideia era explorar um gênero diferente de luta e aproveitar para ampliar a história e lore da franquia. Assim, esta prequel era focada nas lutas que Sub-Zero travou antes dos primeiros capítulos da série, com direito a várias cenas em live-action.

O grande problema é que sua jogabilidade era desastrosa, com saltos imprecisos e lutas muito sem graça contra inimigos dotados de péssima inteligência artificial. A recepção ruim do jogo sepultou as chances de Mythologies virar uma franquia própria, e fez com que Mortal Kombat dedicasse todos seus capítulos futuros ao gênero luta, onde se saía muito melhor.

Qual é o seu game de luta favorito? Vote no fórum do Techtudo!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.