Por Paulo Alves, para o TechTudo

07/06/2019 07h00 Atualizado 2019-06-07T10:00:06.814Z


A Apple apresentou os novos sistemas iOS 13 e macOS Catalina na WWDC 2019 nesta semana, com direito a várias funções inspiradas em produtos e serviços que já existiam no iPhone e no Mac. Isso não é novidade quando se trata dos lançamentos da empresa: em 1997, na estreia do Spotlight para macOS 8, a novidade tornou obsoleto o aplicativo Sherlock, o mais usado na época para fazer buscas no computador.

Este ano, há pelo menos oito recursos que chegarão nas atualizações previstas para setembro que devem substituir aplicativos e produtos conhecidos dos usuários. Confira na lista a seguir quais são esses recursos, e suas soluções alternativas oferecidas por serviços de outras marcas.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Look Around no Apple Maps

O Apple Maps foi reformulado e traz como uma das principais mudanças o Look Around, recurso que permite visualizar locais do mapa em três dimensões. O recurso é muito parecido com o Street View, do Google Maps: é possível navegar pelas ruas como se estivesse andando, além de checar fachadas de estabelecimentos e ver pontos turísticos antes de visitar. As imagens em 3D aparecem com informações de realidade aumentada — o Google prometeu algo similar para breve. O novo Apple Maps, porém, será liberado em 2019 apenas para os Estados Unidos.

2. Login rápido “Sign in with Apple”

O Sign in with Apple é um botão que deverá começar a surgir em sites e apps para criar cadastro com o Apple ID. A função é similar ao login social adotado por Google e Facebook, porém com uma proposta de maior proteção de dados. Ao se registrar em um serviço online com a conta da Apple, a empresa promete fornecer e-mails aleatórios para não revelar o endereço real do usuário. A medida deve dar mais segurança contra spam e vazamentos de informações na rede.

3. Monitoramento de fertilidade

O iOS 13 terá um recurso no app Saúde voltado especificamente para o monitoramento de ciclo menstrual. A novidade deverá tirar o lugar de apps como Clue, Flo e Cycles, que já ofereciam o recurso no iPhone. A solução nativa da Apple tende a levar vantagem na proteção da privacidade: segundo a empresa, os dados coletados são processados e permanecem no próprio aparelho.

4. Sidecar entre Mac e iPad

O Sidecar é um recurso que transforma o iPad em segunda tela para o MacBook atualizado para o macOS Catalina. A função permite usar o tablet como extensão de tela, assim como os apps DuetDisplay e GoodDual Display, ou como mesa digitalizadora, substituindo produtos da Wacom feitos para esse propósito. O iPad funcionará como display secundário para Mac via cabo ou Wi-Fi.

5. QuickPath no teclado

O teclado do iPhone finalmente ganhará digitalização com gestos. Com o QuickPath, o usuário poderá deslizar os dedos sobre as teclas para escrever mais rapidamente com uma mão, recurso que até então só era possível com teclados baixados da App Store, como Gboard e Swiftkey.

6. Editor de vídeo no iOS 13

O iPhone atualizado para iOS 13 ganhará vários novos recursos para edição de vídeo. Será possível ajustar co

... res, nitidez, saturação e outros atributos da imagem, além de girar e cortar arquivos de vídeo. As novidades não são suficientes para substituir editores mais robustos como Adobe Premiere Rush e LumaFusion, mas deve desencorajar o download do Clips e outras opções mais simples.

7. Câmera de segurança no iCloud

A Apple anunciou um recurso que usa o iCloud para transmitir e guardar vídeos de câmeras de segurança. Ele foi liberado para o HomeKit, pacote que ajuda programadores a desenvolverem soluções domésticas que funcionam com aparelhos iPhone, iPad e outros aparelhos da empresa.

A novidade pode criar uma barreira para empresas que atuam no setor de automação residencial. Isso porque dificilmente um rival poderá oferecer um nível alto de criptografia presente no iCloud ou dez dias de vídeos armazenados gratuitamente como promete a Apple.

8. Aplicativo Find My

O Find My é um aplicativo da Apple que permite encontrar um MacBook ou iPhone perdido, mesmo se o aparelho estiver offline ou em modo suspenso. Segundo a empresa, os dispositivos enviam sinais Bluetooth de baixa energia até quando estão offline. O aplicativo manda, então, uma sinalização Bluetooth para outros aparelhos da Apple nas proximidades, mesmo se pertencerem a outras pessoas. Se houver alguém com um iPhone dentro do alcance do Bluetooth de um MacBook, por exemplo, eles são capazes de compartilhar entre si suas respectivas localizações.

O novo app também é capaz de mostrar a localização de familiares e amigos. Isso porque a plataforma é uma combinação de dois serviços já conhecidos pelos usuários: o Find My iPhone (Buscar) e Find My Friends (Buscar meus amigos). A solução deve dificultar a comercialização de produtos como o Tile, um aparelho feito para localizar um eletrônico perdido sem depender do Wi-Fi.

Via The Verge

Compensa comprar o iPhone 4? Opine no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.