Por Victor de Abreu, para o TechTudo

17/06/2019 08h00 Atualizado 2019-06-17T11:00:07.911Z


A franquia Mortal Kombat surgiu em 1992 com uma proposta bastante diferente dos jogos de luta daquela época. Com os fliperamas dominados por Street Fighter II, a Midway Games, que hoje é a NetherRealm Studios, apostou na violência em excesso para chamar a atenção dos jogadores. Desde então, Mortal Kombat viveu altos e baixos até chegar em Mortal Kombat 11, versão lançada em abril de 2019 para PS4, Xbox One, PC e Nintendo Switch, que já conta com um cenário competitivo consolidado.

Há muitas diferenças entre o primeiro e o último jogo da franquia, mas ainda é possível ver características que se mantiveram mesmo após quase 30 anos. Veja, a seguir, um comparativo entre o Mortal Kombat, de 1992 e o Mortal Kombat 11, de 2019, que leva em consideração tanto a evolução dos jogos como suas cenas competitivas.

Lançamento e plataformas

O primeiro Mortal Kombat foi lançado inicialmente para arcades em 1992. Devido ao sucesso nos fliperamas, pouco depois o game recebeu versões para consoles da época, como Super Nintendo e Mega Drive. Quanto aos modos de jogo, MK contava apenas com dois: o arcade, que coloca o jogador para enfrentar todos os lutadores até finalizar o jogo, e o modo versus, para desafiar outros players.

Ambos os modos permaneceram em Mortal Kombat 11, mas com diversas melhorias. Além disso, foram adicionados o modo história, a Torre do Tempo, que se trata de uma série de desafios aleatórios e predefinidos a serem enfrentados pelos jogadores, e o modo Kripta, que chegou reformulado no Mortal Kombat 11 e coloca o jogador para explorar os domínios de Shang Tsung atrás de prêmios.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Gráficos, personagens e fatalities

Apesar da diferença grande de idade entre os jogos, ambos apresentam uma característica em comum nos gráficos: tanto Mortal Kombat como Mortal Kombat 11 impressionaram com gráficos bem trabalhados para suas respectivas épocas. Enquanto o primeiro Mortal Kombat surpreendeu com realismo ao utilizar a captura de atores reais nos lutadores, Mortal Kombat 11 também entrega um jogo com belos gráficos à altura da geração atual. Mesmo com gráficos diferentes, os dois jogos têm cabeças sendo arrancadas, órgãos retirados e corpos sendo cremados. Além disso, Mortal Kombat 11 ainda aproveitou do Fatality para levar uma referência do primeiro jogo da franquia.

Quanto aos personagens, o primeiro Mortal Kombat contava apenas com sete jogáveis no seu elenco: Liu Kang, Johnny Cage, Sonya Blade, Kano, Raiden, Sub-Zero e Scorpion. Mortal Kombat 11 também conta com esses mesmos personagens, e mais vários nomes originais de outras versões da franquia e personagens novos, como Cetrion e Geras. Mesmo com gráficos diferentes, os dois jogos têm cabeças sendo arrancadas, órgãos retirados e corpos sendo cremados. Além disso, Mortal Kombat 11 ainda aproveitou o Fatality de Johnny Cage para relembrar um bug dos primeiros jogos da franquia.

Competitivo

Mortal Kombat 1 reuniu muitos jogadores que preferiam o modo versus, mas não foi suficiente para que ele tivesse um cenário competitivo forte. Um dos motivos que pode explicar a falta de competições é a simplicidade do game em comparação com seus rivais, como o próprio Street Fighter II. A franquia só começou a ter campeonatos em

... Mortal Kombat 3, de 1995, que se tornou um jogo mais técnico em comparação com seus antecessores graças ao sistema de combos e ao botão de corrida.

Contudo, Mortal Kombat 3 não teve uma cena competitiva com torneios internacionais e grandes premiações. Isso começou a mudar a partir do Mortal Kombat 9, em 2011. Já Mortal Kombat 11 conta com grandes competições, como o Summit of Time e o Combo Breaker 2019, com premiações que se aproximaram dos US$ 30 mil (cerca de R$ 116 mil). Além disso, Mortal Kombat 11 é um dos jogos confirmados na EVO 2019, o maior torneio de jogos de luta do mundo.

Via Gamesradar, Culturedvultures e Eventhubs



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.