O Super Nintendo apresentou excelentes títulos. Mas nem sempre foi assim. O console trouxe games que não são muito bons. Shaq-Fu, Super 3D Noah’s Ark, Mario is Missing, Revolution X são alguns dos piores jogos lançados para o videogame. Relembre agora alguns deles:

Relembre os melhores jogos de luta para SNES

Shaq-Fu é um jogo cult, mas um dos piores do SNES (Foto: Reprodução/HardCore Gaming)Shaq-Fu é um jogo cult, mas um dos piores do SNES (Foto: Reprodução/HardCore Gaming)

Shaq-Fu

Shaq-Fu foi um jogo de luta para o Super Nintendo, com a participação do astro do basquete norte-americano, Shaquille O’Neal ou Shaq. O problema é que o game não prezou pela qualidade.

Shaq-Fu tinha celebridade, mas era ruim (Foto: Divulgação)Apesar disso, Shaq-Fu traz algumas ideias boas (Foto: Divulgação)

Shaq-Fu traz algumas ideias boas, como um modo de história que envolve lutas contra criaturas místicas e até múmias. Porém, a jogabilidade e os gráficos não colaboram.

Super 3D Noah’s Ark

Super 3D Noah’s Ark é um jogo bíblico que utiliza a história de Noé para criar uma aventura. Existem muitos jogos bíblicos bem feitos por aí, o que não é o caso desse. Inspirado no game de tiro Wolfenstein 3D, o título coloca o jogador para controlar o próprio Noé.

Super 3D Noahs Ark misturava Wolfenstein com a Bíblia (Foto: Divulgação)Super 3D Noah's Ark misturava Wolfenstein com a Bíblia (Foto: Divulgação)

Noé precisa capturar os animais para colocar na sua arca atirando neles com armas rústicas. Apesar da ideia ser curiosa, o game é tão mal feito que acaba virando mais uma pérola do Super Nintendo.

Mario is Missing

Mario is Missing é um game onde controlávamos Luigi e não Mario. O jogo não trazia a mesma qualidade vista em outros títulos do SNES. Luigi, por exemplo, era quase igual ao Mario, de Super Mario World, apenas com as cores trocadas.

Mario is Missing não tinha o Mario (Foto: Divulgação)Luigi, por exemplo, era quase igual ao Mario, de Super Mario World (Foto: Divulgação)

Além disso, o jogo não se decidia se queria ser de plataforma ou de exploração de ambientes. Não havia um desafio propriamente, e o título era bem chato. Era preciso falar com as pessoas na cidade, que davam dicas para encontrar o Mario. Vale lembrar que ele não foi produzido pela Nintendo, o que pode ter comprometido sua qualidade.

Pit Fighter

Pit Fighter foi um jogo de luta que trazia muita violência. Além disso, ao invés de usar guerreiros mágicos com grandes poderes, os lutadores eram mais voltados para o mundo real. Mas Pit Fighter não passava de mais um título mal programado, que até tentava ter gráficos realistas, mas que mais pareciam borrões na tela.

Mario is Missing não tinha o Mario (Foto: Reprodução/EmuParadise)Pit Fighter foi um jogo de luta que trazia muita violência (Foto: Reprodução/EmuParadise)

Além de ter uma jogabilidade ruim e gráficos estranhos, Pit Fighter era um game de mau gosto, com personagens que mais pareciam versões ainda mais hilárias de lutadores de luta livre, sem muito carisma ou presença nos ringues, que eram grande arenas genéricas.

... g>Revolution X

Revolution X era um jogo de tiro do Aerosmith, em que o jogador precisava combater forças do mal por meio de um sistema de tiro em trilhos, onde a tela andava e o jogador precisava mirar nos inimigos para atingi-los.

Revolution X trazia o Aerosmith ao game (Foto: Reprodução/EmuParadise)Revolution X era um jogo de tiro do Aerosmith (Foto: Reprodução/EmuParadise)

A banda fazia algumas aparições. Em alguns momentos, era possível até ouvir trechos de algumas das músicas.

Street Fighter Alpha 2

Street Fighter Alpha 2 sempre foi um excelente jogo, mas a versão para Super Nintendo não merece muitos elogios. O game tentava ser bem próximo das edições 32 bits, mas tinha problema dos carregamentos em cada luta.

Street Fighter Alpha 2 tinha gráficos bons, mas carregamentos irritantes (Foto: Reprodução/EmuParadise)Street Fighter Alpha 2 tinha gráficos bons, mas carregamentos irritantes (Foto: Reprodução/EmuParadise)

O game tinha o famoso “Loading” na versão SNES de Street Fighter Alpha, o que desanimava qualquer pessoa antes mesmo de colocar o cartucho no videogame. Os carregamentos, em alguns casos, podiam passar de mais de um minuto, enquanto a luta podia durar menos que isso. É claro que os gráficos eram bem próximos das edições de fliperamas e PlayStation, mas não justificava isso.

Quais são seus clássicos prediletos do SNES? Veja no Fórum TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.