A Microsoft apresentou mais novidades do Windows 10 durante a Build 2015, evento para desenvolvedores que acontece entre 29 de abril e 1º de maio, em San Francisco. A data em que ele chega nos computadores, porém, ainda é um mistério. Uma grande novidade foi o Project Spartan, navegador sucessor do Internet Explorer, que ganhou um nome: Microsoft Edge. O novo browser vem integrado à Cortana, assistente de voz da Microsoft, e faz parte do Windows 10. O TechTudo está presente na conferência e conta tudo o que acontece em todas as áreas: software, hardware e games. 

Saiba Tudo Sobre o Windows 10

Build Microsoft 16 (Foto: Elson Junior/TechTudo)Build 2015, evento da Microsoft para desenvolvedores revela o futuro do Windows 10 (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, iniciou o discurso que abriu o evento falando sobre o passado. "De fato, estamos voltando à verdadeira origem da companhia", disse. "A Microsoft foi fundada por dois desenvolvedores que tinham a ambição de motivar desenvolvedores a criar grandes coisas. A nossa missão é dar poder para todas as pessoas e organizações do planeta para conquistarem mais", lembra.

A nostalgia se explica: O Windows 10, sucessor do Windows 8, traz de volta uma série de recursos para os computadores, incluindo um renovado Menu Iniciar, após pedidos e críticas ao atual software. Cross-platform, o Windows 10 vai funcionar no computador, no smartphone e no tablet sob um único código.

Terry Myerson, vice-presidente de software, aproveitou para criticar a concorrência e reforçar o conceito. "Com a Apple, você pode escolher entre investir no Mas OS X ou no iOS. Com o Google, em investir no Android ou no Chrome OS. O Windows é um único sistema operacional", disse Myerson.

Windows 10 e Office rodam em smartsphones e computadores com o mesmo visual (Foto: Reprodução/Microsoft)Windows 10 e Office rodam em smartsphones e computadores com o mesmo visual (Foto: Reprodução/Microsoft)

"O Windows 10 representa uma nova geração do Windows, construída para uma era de uma computação mais pessoal", disse Nadella, citando Raspberry Pi, computadores holográficos e celulares. "Temos uma plataforma unificada. Tudo, do Raspiberry Pi ao HoloLens, é feito para um sistema", afirma.

Microsoft Edge

Após muita expectativa, a Microsoft finalmente apresentou o nome do seu novo navegador: Microsoft Edge. A novidade foi recebida com surpresa, já que Spartan era o nome favorito dos consumidores. Até o chefe do Windows, Joe Belfiore, se enrolou ao falar do navegador, chamando-o pelo antigo nome.

Microsoft Edge (Foto: Reprodução)Microsoft Edge é o nome do novo Internet Explorer, antigo Project Spartan (Foto: TechTudo/Elson de Souza)



Partindo para as funcionalidades, o Edge terá ainda aplicativos da web e extensões integradas. A gigante de software mostrou ainda uma nova página inicial do navegador, que reunirá páginas mais visitadas e também informações importantes, aproveitando as capacidades da Cortana e anotações.

Continuum

A Microsoft também demonstrou como

... o Continuum vai funcionar entre computadores e tablets. Nesses dispositivos, o Windows vai ser capaz de adaptar a interface automaticamente para telas sensíveis ao toque e ou mesmo para as comum, que usam mouse e teclado.

Para smartphones, os Lumias serão capazes de simular uma interface de computadores ao serem conectados a monitores, mouse e teclados. Assim, será possível usar o seu celular para trabalhar com documentos do Office, PowerPoint, entre outros quando conectado aos acessórios. A funcionalidade, no entanto, não deve ter suporte a aplicativos antigos de desktops, baseados em Win32.

Hololens

Partindo para o HoloLens, a Microsoft demonstrou mais um pouco sobre como a novidade vai funcionar. Além dos hologramas tridimensionais, os óculos também poderão criar janelas em qualquer lugar. Os usuários poderão redimensionar essas telas como nos computadores e até mesmo fazer com que elas as sigam, o que é ideal para quem estiver assistindo um filme, por exemplo.

HoloLens Build 2015 (Foto: Reprodução/Microsoft)HoloLens é demonstrado na Build 2015, agora com robôs e outras aplicações (Foto: Reprodução/Microsoft)

Os HoloLens também poderão ser controlados por mouse, além dos dedos da mão. O controle através de cliques deve funcionar melhor para tarefas que exigem mais precisão do que gestos no ar.

O HoloLens também deve ganhar funções focadas em medicina. A Microsoft anunciou parceria com universidades e institutos para recriar modelos tridimensionais do corpo humano. As holografias devem ajudar a verificar com mais detalhes um osso quebrado, o sistema circulatório e outros.

A Microsoft deu ainda mais detalhes de como o HoloLens é construído para oferecer uma experiência totalmente livre de fios e ajustável à anatomia do usuário. Os óculos da Microsoft não necessitarão de conexão com smartphones para funcionar, como ocorre atualmente com o Google Glass e outros rivais.

O Windows 10 também vai apostar pesado na Internet das Coisas (IoT). Os HoloLens serão capazes ainda de interagir com objetos reais e construir hologramas a partir deles, como foi demonstrado com um robô. O dispositivo pode também escanear o ambiente e até perceber mudanças e propor soluções, caso necessário.

Meta ousada

A Microsoft apresentou ainda uma proposta ousada: ter um bilhão de dispositivos com Windows 10 em até três anos após o lançamento. O número seria superior à quantidade de usuários com Androids KitKat e iOS 8 no mundo. No entanto, a meta inclui todos os dispositivos, não só smartphones e tablets.

Microsoft 1 Billion (Foto: Reprodução/Microsoft)O número de dispositivos será superior à quantidade de usuários Android e iOS (Foto: Reprodução/Microsoft)

Para atrair tantas pessoas, a Windows Store vai incluir apps .NET e Win32 (versões para desktop). Sendo assim, o usuário de PC não vai mais precisar baixar os instaladores separadamente.

Além do Windows 10, a Build 2015 deu mais alguns detalhes sobre os apps universais. Ao mostrar o USA Today, foi possível abrir o artigo no computador e no celular apenas ao iniciar o app. Tudo estava sincronizado na nuvem. Mesmo conceito que será usado em seus próprios programas, como o Office.

Office 2016

Em uma bancada repleta de dispositivos, entre computadores Windows e um iPad, Nadella mostrou rapidamente como a nova interface do Office 2016 vai se comportar de maneira cross plataforma e integrada à rotina dos usuários, com conexões com outros aplicativos e acesso rápido a informações.

Office 2016 (Foto: Reprodução/Microsoft)Satya Nadella, CEO da Microsoft, mostra como funciona o novo Office 2016 (Foto: Reprodução/Microsoft)

O Outlook 2016, parte do pacote, ganhou uma parceria com o polêmico Uber, serviço de aluguel de carros de passeio, que poderá ser integrado com o calendário do app. Assim, é possível ser avisado antes de um evento e já chamar um carro para transportar o usuário em pouquíssimos passos.

Visual Studio

Uma novidade que veio para agradar os desenvolvedores - e os consumidores que terão novos apps - foi uma nova e atualizada ferramenta de desenvolvimento completa, gratuita, para todos os sistemas e também para nuvem. A Microsoft anunciou que o Visual Studio será disponibilizado gratuitamente não só para Windows (VS Code), mas também para Linux, Mac OS X (Apple) e via browser.

Visual Studio (Foto: Reprodução/Microsoft)Visual Studio promete agradar desenvolvedores e consumidores (Foto: Reprodução/Microsoft)

Apps Android e iOS no Windows

A grande promessa para os consumidores é de que a manobra da Microsoft possa atrair mais desenvolvedores e aplicativos para o Windows 10, já que torna a plataforma de desenvolvimento da empresa bastante atrativa. O download estará disponível a partir desta quarta-feira (29).

Com foco total nos programadores, a Microsoft apresentou ainda uma espécie de simulador do Android, sistema móvel do Google, dentro do Visual Studio. O recurso serve para demonstrar como um aplicativo ficará nos smartphones que não são Windows. A novidade facilitaria o desenvolvimento de apps para Windows e a exportação para o Android e também para iOS sem muito trabalho.

Um executivo da Microsoft chegou a dizer que os desenvolvedores poderão visualizar todas as "bizarrices do Objective C", o código de apps do iOS. Além disso, a empresa mostrou um aplicativo onde maçãs eram destruídas e uma conquista da Xbox Live foi desbloqueada celebrando o fato.

Atualização gratuita por um ano

A Microsoft lembra ainda que a atualização para o Windows 10 em dispositivos Windows 7, Windows 8.1 e Windows Phone 8.1 novos ou existentes é gratuita para os que a fizerem ainda no primeiro ano. 

A desenvolvedora do Windows transmite, ao vivo, a Build 2015 e suas sessões para desenvolvedores no site (microsoft.com/build2015). Acompanhe as novidades sobre o evento no TechTudo.com.br.

*Colaborou Melissa Cruz

*Em desenvolvimento.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.