Será que vale a pena investir em um notebook que conte com SSD ao invés do tradicional HD? O TechTudo destacou os prós e contras da escolha de um SSD como unidade de armazenamento de seu computador portátil, em detrimento de um disco rígido convencional. Vamos ver quais perfis de usuários se encaixam em cada caso e assim poderá fazer a sua escolha.
História do SSD: conheça a origem da tecnologia que substituirá os HDs Aspectos positivos no uso de um SSD Desempenho
SSDs são muito mais rápidos que os HDs (Foto: Felipe Alencar/TechTudo)
O primeiro ponto positivo que podemos citar em relação ao uso dos SSDs é o grande e perceptível aumento no desempenho do notebook. Discos de estados sólidos, como são também chamados os SSDs, não possuem partes móveis. Por esse motivo eles conseguem acessar os dados salvos nos chips de memória flash de forma muito mais rápida que os HDs. Um disco rígido armazena os dados em um prato magnético. Eles são lidos por um braço mecânico que precisa percorrer todo o disco afim de ler e escrever os dados que o usuário precisa. Isso leva preciosos milissegundos a mais que, ao fim de um dia de trabalho, podem ter lhe custado vários minutos, ou até horas, de espera. Em um SSD os dados são gravados eletricamente em chips de memória flash, tal como um pendrive. Assim, eles podem ser acessados de forma muito mais rápida que num HD, tornando a inicialização do sistema operacional e dos programas muito mais rápida. O processo de leitura e escrita também se torna mais rápido em SSDs, pelo mesmo mo...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.