Cinco dias após anunciar o fim de suas atividades, o Grooveshark aparentemente "voltou a funcionar". O rival do Spotify ressuscitou graças ao backup do site original, feito por pessoas ligadas ao controverso portal. Cerca de 90% do conteúdo do Grooveshark original está disponível em novo local na Internet.

Erro 408 no Spotify: Saiba como corrigir problema de acesso em outro país

Rival do Spotify, Grooveshark está de volta em novo endereço(Foto: Reprodução/Grooveshark.io)Rival do Spotify, Grooveshark está de volta em novo endereço(Foto: Reprodução/Grooveshark.io)

As informações são do BGR, com quem um dos responsáveis pelo retorno do Grooveshark conversou. O criador do novo site montou uma equipe para trazer a plataforma de streaming de músicas de volta à vida quando percebeu que iria realmente acabar.

“No momento que eles fecharam, eu já tinha 90% do conteúdo no site, e agora estou trabalhando para conseguir os 10% restantes”, disse o anônimo por e-mail, onde usou o apelido de “Shark”.

O site "mudou de endereço" e agora está hospedado como Grooveshark.io. Ainda nos estágios iniciais de desenvolvimento, ele também apresenta uma interface simplificada, mas a equipe espera conseguir reproduzir o design antigo em sua totalidade. Apesar do visual modesto, o portal está funcionando normalmente, tanto para reprodução (player) quanto para download de faixas.

Grooveshark está funcionando com 90% do conteúdo original (Foto: Reprodução/Raquel Freire)Grooveshark está funcionando com 90% do conteúdo original (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

Não está claro se as pessoas por trás do retorno são as mesmas ou têm a bênção da equipe oficial do Grooveshark. Quando perguntados sobre como planejam manter o serviço online, já que um acordo do Grooveshark com as gravadoras acaba de ser fechado, o grupo parecer não se importar.

“Temos toda a infraestrutura de servidores/domínios. Vai ser uma montanha russa e nós estamos prontos para isso”, afirmaram.

O site de compartilhamento de músicas fechou as portas oficialmente no último dia 30, após anos envolvido em batalhas judiciais com as gravadoras Sony, Univ

... ersal e Warner Bros. No comunicado de despedida, a equipe se desculpa pelos erros cometidos.

“Nós começamos há quase dez anos atrás com o objetivo de ajudar aos fãs a compartilhar e distribuir música. Mas, apesar das melhores intenções, cometemos falhas graves. Falhamos em garantir licenças dos detentores de direitos de uma grande quantidade de músicas no nosso serviço”, diz a mensagem publicada no domínio oficial, ainda desativado (grooveshark.com).

Via BGR, Grooveshark.com e Grooveshark.io



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.