Os water coolers estão se tornando cada vez mais populares, por conta da queda dos preços e a venda de kits de fácil instalação. O sistema usa um fluido para garantir uma refrigeração mais eficiente dos componentes do computador. Saiba quando vale a pena investir em um sistema de refrigeração líquido.
Ruídos no Notebook? Veja as possíveis causas e como solucionar o problema
SIstema permite controle de temperatura mais eficiente (Foto: Divulgação/Digital Storm)
Como funciona Ao contrário dos coolers comuns que utilizam ar para resfriar as peças, o water cooler usa um sistema de bombeamento de água para dissipar o calor. Um líquido, que pode ser água destilada ou outro composto químico, passa por um tubo e chega em um bloco de metal. Uma bomba garante que o fluido fique em movimento e um radiador é responsável por resfriar o líquido.
Bloco de water cooler em memória RAM (Foto: Divulgação/Koolance)
O uso mais comum são nos processadores, mas os water coolers podem ser usados para resfriar outros componentes, como placas de vídeo e memória RAM. Vantagens A principal vantagem é evidentemente um melhor gerenciamento de calor dos componentes. Com temperaturas mais amenas, o computador trabalha melhor mesmo em casos cujos componentes são levados ao extremo, como overclock.  Um water cooler, por exemplo, chega a diminuir em até 50% a temperatura em relação ao sistema de resfriamento a ar. Se engana quem pensa que montar um water cooler é um bicho de sete cabeças e custa caro. Hoje já é possível encontrar kits ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.