A Microsoft anunciou mais uma novidade para o Edge, sucessor do Internet Explorer. Agora, os desenvolvedores de sites poderão inserir códigos para capturar conteúdo de mídia dos usuários. Por meio do browser e via webcam e microfones, eles terão acesso a informações importantes, como o scanner do código de barras da uma conta, por exemplo, entre outros dados de áudio e vídeo.
Microsoft Edge: nome do sucessor do IE é revelado na Build 2015
Microsoft Edge (Foto: Divulgação/Microsoft)
A funcionalidade é baseada na especificação Media Capture e Streams, desenvolvida pela W3C, Web Real-Time Communications Working Group e Device APIs Working Group. Ela é conhecida por muitos desenvolvedores como getUserMedia, uma interface básica de importação de conteúdo multimídia de quem acessa o site. Se por um lado a nova tecnologia abre caminho para uma série de possibilidades, como facilitar conversas em vídeo e permitir envio de fotos tiradas em tempo real direto do navegador, por outro também pode gerar preocupações. A privacidade do usuário se torna um ponto fundamental. Porém, segundo a Microsoft, isso não será problema.
Edge já está testando recurso de captura de mídia no Windows 10 Technical Preview (Foto: Divulgação/Microsoft)
Esta função está ativada como padrão no Windows 10 Technical Preview, mas na versão final os usuários poderão escolher os sites terão liberdade para ver os dados ou não. Em páginas HTTP, a permiss...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.