A Blu-ray Disc Association (BDA) anunciou que concluiu o projeto de desenvolvimento do novo formato 4K para o Blu-ray, que pode levar para os discos físicos o padrão Ultra HD. A qualidade já é uma realidade em serviços de streaming de vídeos como Netflix e YouTube, e chega como uma alternativa.
4K e OLED: conheça melhor as tecnologias das TVs 'tops' do mercado
Logo que identifica a presença do novo padrão (Divulgação/BDA)
Além do ganho de resolução, que pode chegar a 3840 x 2160 pixels, o novo Blu-ray Ultra HD consegue expandir significativamente a gama de cores dos filmes, administrar melhor o padrão HDR, comum em câmeras fotográficas atuais, e trabalhar com altas taxas de quadros por segundo, provavelmente chegando até a 60 fps, que é um parâmetro muito utilizado pela indústria de videogames, por exemplo. Na prática, o usuário conseguirá uma imagem muito mais nítida, cores mais destacadas e uma riqueza de detalhes nunca antes vista. Para que tudo isso caiba em um único disco, a sua capacidade de armazenamento também teve que ser ampliada. Um disco de Blu-ray Ultra HD conseguirá guardar até 66 GB em camada dupla ou até 100 GB em camada tripla. Vale lembrar que os discos de Blu-ray mais antigos só conseguem armazenar 25 GB ou 50 GB. O licenciamento que garante a fabricação dos discos neste novo formato terá início já no verão do hemisfério norte, ou inverno aqui no nosso hemisfério. Assim, de acordo com a associação responsável, é possível esperar que os primeiros aparelhos compatíveis cheguem às lojas...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.