Drone é um termo que está se tornando cada vez mais comum no vocabulário do brasileiro. Porém, o mundo dos veículos aéreos não tripulados não se restringe apenas aos drones. Existem também os VANTs e RPAs. Neste artigo, o TechTudo vai esclarecer o que é cada um e as diferenças entre eles. Vamos lá?
O que é drone e para que serve? Tecnologia invade o espaço aéreo A origem da palavra “drone”
A palavra drone significa zumbido, em inglês (Foto: Divulgação/Creative Commons)
Antes de mais nada, vamos explicar brevemente de onde surgiu a palavra “drone”, tão usada entre nós. Logicamente, a palavra “drone” não é de origem brasileira. Ela é oriunda da língua inglesa e nem sequer é o nome técnico deste tipo de equipamento. Drone é mais uma palavra comercial ou apelido para estes objetos voadores. Em inglês, esta palavra quer dizer zumbido ou zangão. E ela é apropriada para um drone, pois a maioria deles utiliza hélices para voar. Desta forma, eles produzem um zumbido tradicional, o que acabou dando nome a estes objetos voadores.
Drones que entregam encomendas, isso vai dar certo? Comente no Fórum do TechTudo. O que são os drones? Drones, em geral, são objetos voadores que se parecem com mini-helicópteros. Porém, alguns modelos lembram réplicas de jatos e os mais comuns possuem quatro hélices, conhecidos no exterior como quadcopters. Porém, a variedade deles é bem grande. Podemos encontrar drones com até oito hélices, modelos que usam combustível de verdade para voar e outros que se valem de baterias...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.