Com menos de uma semana para a conferencia de tecnologia Google I/O, os rumores sobre o que a gigante de buscas vai apresentar já começaram. Segundo o site The Information, a empresa planeja introduzir um novo sistema operacional baseado no Android – chamado provisoriamente de Brillo – voltado para dispositivos de baixa capacidade da Internet das Coisas.
Bebidas em cápsula? Entenda como a tecnologia funciona
Sistema operacional do Google para IoT deve ser parte da marca Android (Foto: Reprodução/Google)
Os detalhes disponíveis sobre o sistema operacional são poucos e apontam que o Brillo seria uma versão do Android otimizada para dispositivos com até 64 MB de memória RAM (a versão completa, por sua vez, precisa de 512 MB). Ele serviria para acessórios como lâmpadas, trancas, sensores e outros objetos, que podem se conectar entre si sem problemas de compatibilidade. A ideia do Google é aproveitar um nicho de mercado semelhante ao que aconteceu com smartphones: na época, todas as empresas estavam preocupadas em desenvolver um sistema operacional próprio e a solução da gigante de buscas foi oferecer o Android de graça para elas.
No caso da Internet das Coisas, o Brillo resolveria o mesmo problema, facilitando a vida de desenvolvedores. Ele também garantiria que dispositivos criados por empresas diferentes possam se comunicar com facilidade. Isto também daria mais opções para o consu...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.