O Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge são praticamente iguais. A principal diferença está na famosa tela com bordas curvadas. E no preço, claro: o S6 Edge custa cerca de R$ 500 a mais. Há quem defenda os recursos interessantes que a tela oferece, mas outros afirmam ser apenas uma vaidade da fabricante. Será que o custo maior realmente compensa? 
Galaxy S6 Edge: confira no review se o aparelho corresponde às expectativas
Detalhe da lateral do Galaxy S6 Edge (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)
As configurações de ambos são quase as mesmas: Android 5.0 (Lollipop); Processador Exynos 7420; GPU Mali-T760; 3 GB de Memória RAM; tela com painel Super AMOLED de 5,1 polegadas; proteção Gorilla Glass 4; câmera de 16 MP e por aí vai. A tela curva do Edge, porém, lhe confere alguns recursos extras interessantes.
Dentro da loja de aplicativos da Samsung há vários apps que inserem barras de notificação nas laterais do aparelho. Elas permitem que o usuário tenha acesso à algumas informações de maneira muito rápida. É possível, por exemplo, consultar  a previsão do tempo ou as ultimas notícias por meio das bordas. Para isso você não precisa nem ligar a tela do celular, basta passar o dedo pela lateral do display e as informações aparecem.
Existem funções exclusivas para tela curva do Galaxy S6 Edge (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)
Além da velocidade e praticidade para se checar algumas informações, um recurso exclusivo proporcionados pelo S6 Edge é a notificação iluminada. Funciona assim: você escolhe cinco contatos e define u...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.