Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A WWDC chega à sua 26ª edição em 2015 com anúncios muito aguardados como o iOS 9 e ao novo OS X El Capitan. A estrela do evento, no entanto, foi o Apple Music. O TechTudo está no Moscone Center, em São Francisco, e traz mais detalhes desta cobertura. Veja quando tudo isso chega ao Brasil.

Acompanhe, ao vivo, o Tempo Real do WWDC 2015 no TechTudo

Apple Music, o novo rival do Spotify

Tim Cook, CEO da Apple, deixou a cereja do bolo para o final. O esperado Apple Music foi anunciado, com entusiasmo. Quem demonstrou a novidade foi Jimmy Iovine, que entrou para a Apple com a aquisição da Beats. Como mostrou Iovine, o serviço chega para brigar com Spotify, Deezer, Rdio e tantos outros, mais ou menos famosos. O Apple Music, no entanto, promete reunir o que há de melhor.

Segundo a fabricante do iPhone, o Apple Music chega até o final do mês, em mais de 100 países, para dispositivos com iOS 8.4. O app para Android e Windows estará disponível mais tarde, diz a Apple. Confirmando rumores, o serviço custar US$ 9,99 - mas os três primeiros meses serão de graça. Para famílias de até seis pessoas, todo o conteúdo sai por US$ 14,99. As seis pessoas poderão ouvir ao mesmo tempo, cada um com sua conta, com sua biblioteca, com suas recomendações. São milhares de vídeos de músicas em HD, tudo livre de anúncios, mediante pagamento ao pagamento mensal.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015: Tim Cook apresenta o Apple Music, novo serviço de streaming da maçã (Foto: Reprodução/Apple)

Além do streaming, haverá a Beat One, uma rádio 24 horas, sete dias por semana, comandada não por algoritmos, mas por pessoas que "amam música". O objetivo é criar uma experiência com a cara da Apple, integrada ao iTunes, para "acabar com o Spotify" ou, no mínimo, incomodar a concorrência.

"Nós amamos música. A música é parte muito importante de nossas vidas e da nossa cultura. Nós temos uma longa relação com a música na Apple. Uma rica história de mudança. Hoje nós anunciamos o Apple Music, o próximo capítulo na música", declarou Tim Cook.

São três caminhos: My Music (músicas que você escolheu, For You (recomendações de um time de experts) e New (para descobrir músicas novas). Será possível sincronizar playlists criadas no iTunes e contar com a inteligência dos sistema. Ao escolher os estilos, o app retorna uma playlist indicações.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015 revela o tão esperado Apple Music; saiba tudo sobre a novidade musical (Foto: Reprodução/Apple)

Além do foco nos usuários, o Apple Music também vai agitar a indústria musical. O Connect será uma espécie de página do artista, como uma rede social, ou o velho MySpace, para aproximar o músico dos seus fãs, publicar conteúdo ainda não finalizado, pedir opiniões e "vazar" álbuns incompletos. O serviço vai aceitar também novos artistas, dando um gás aos independentes e fôlego à cena musical.

iOS 9 vem para salvar a bateria do iPhone

Craig Federighi, vice-presidente e número 2 da Apple, falou sobre sistemas. Com “toneladas de novas funcionalidades", o sucessor do iOS 8 (adotado por 80% dos usuários) promete salvar a bateria do iPhone, levar a experiência no iPad a outro nível e tornar a Siri mais inteligente. Com o "Low Power Mode", o iPhone vai entrar em modo de baixa energia, e estender a bateria por até mais três horas.

ios 9 (Foto: Reprodução/Apple)Ele chegou! Apple anuncia o iOS 9 durante a WWDC 2015; veja mais detalhes (Foto: Reprodução/Apple)

Sobre a Siri, ainda "mais smart", a assistente vai tentar "adivinhar" o que precisa baseada em onde você está, no horário, nos apps que estão abertos, sem que você precise pedir ou realizar uma ação. 

"Os melhores assistentes são proativos. No iOS 9 estamos trazendo proatividade ao sistema", disse Federighi. Os recursos são semelhantes ao que faz o Google com o Android e Google Now.

Segundo a Apple, a Siri atende um bilhão de solicitações por semana. Durante o último ano, houve redução de 40% na taxa de erro de palavras para 5% e, agora, Siri está 40% mais rápida nas respostas.

Com a 'nova Siri', a Apple trouxe mais inteligência para a experiência no iOS 9 de uma forma que, segundo os executivos, não fere a privacidade. Trabalhando com dados anônimos, a empresa garante que os dados dos usuários não são compartilhados com terceiros. "Você está no controle", promete.

A Siri faz buscas complexas no iOS: fotos de contatos, situações, datas, tudo ao alcance da sua voz.

Veja quais aparelhos vão receber o novo iOS 9; confira se o seu está na lista (Foto: Fabricio Vitorino / TechTudo)Veja quais aparelhos vão receber o novo iOS 9; confira se o seu está na lista (Foto: Fabricio Vitorino / TechTudo)

Todos os devices que suportam o iOS 8 terão update para o iOS 9, com novos recursos e, agora, basta 1.3 GB livre no dispositivo para migrar para o iOS 9. No iOS anterior era preciso monstruosos 4.6 GB.

Para a App Store, notícias boas. São 100 bilhões de downloads mais de US $ 30 bilhões pagos aos desenvolvedores. Atualmente, são 1,5 milhão de aplicativos, 850 deles baixados por segundo.

Apple Pay: pagamento na palma da mão

No próximo mês, a Apple afirma que vai ultrapassar a marca de 1 milhão de locais que aceitam a Apple Pay (via Square, outra plataforma), o sistema de pagamentos da maçã. Para o futuro, a empresa pretende redefinir e tornar mais simples fazer pagamentos. Já em junho, uma parceria com a rede social Pinterest vai conectar o sistema de pagamentos aos pins compráveis, a princípio, no iOS.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015 revela mais detalhes do Apple Pay, que ainda não chegou no Brasil (Foto: Reprodução/Apple)



Apple Pay estará disponível também no Reino Unido em 250 mil estabelecimentos e no transporte público. Já o antigo Passbook passa a se chamar Wallet: um lugar para todos os seus cartões de crédito e débito, passagens aéreas e mais benefícios, funcionando como uma grande carteira digital.

Transit: o foco agora é transporte público

No Maps, que segundo a Apple soma cinco bilhões de solicitações por semana (uso 3,5 vezes maior que o dos principais aplicativos de mapas), Apple lança a função Transit, focada no transporte público.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015: Apple tenda inovar com o Maps, trazendo informações do trânsito (Foto: Reprodução/Apple)

Com o Maps historicamente focado em motoristas, essa é tentativa de se aproximar do Google Maps. Os mapas também contam com atalho para os estabelecimentos próximos e mostram quais serviços já estão integrados ao Apple Pay, tudo parece muito funcional, mas nenhuma grande novidade.

Apple News: notícias ainda mais perto

Disponível primeiro nos Estados Unidos, no Reino Unido e na Austrália, o News é o novo aplicativo de notícias do iPhone. Com conteúdo bonito e interativo de veículos como New York Times e Wired, o app vai mostra um feed de notícias personalizado, fácil de mexer e com updates.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)News, novo app da Apple para notícia, vai guardar seus assuntos favoritos (Foto: Reprodução/Apple)

O app suporta fotos, infográficos animados e vídeos, assim como links "marcados para ler depois". "Quanto mais eu leio, mais ele mostra histórias que são do meu interesse", explica Susan Prescott.

Mais poder ao iPad

A Apple anunciou para o iPad algumas novidades que dão mais poder ao tablet. A principal é chamada Split View, que deixa o iOS 9 multi-tarefas como já acontece há algum tempo com os rivais da linha Galaxy, da Samsung. Mas, a novidade chega apenas no iPad Air 2, não no iPhone.

Será possível usar a tela divida, ou seja, com duas janelas ou dois aplicativos, ao mesmo tempo, lado a lado. Já com o recurso “picture in picture", é possível assistir a um vídeo em miniatura, enquanto usa outros apps. O QuickType Keyboard deixou mais fácil a "arte de digitar" na tela. Tudo de novo no iOS 9 torna o iPad um tablet mais versátil, sem dúvida, e mais competitivo.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)iPad Air 2 ganha recursos multitarefa com uso de mais de um aplicativo ao mesmo tempo (Foto: Reprodução/Apple)

Watch OS 2 já chegou

O relógio lançado pela Apple em abril já ganhou um novo sistema. Com 3,5 mil apps, o Apple Watch se aproxima dos rivais com Android Wear, com cerca de 4 mil apps lançados no último ano. Kevin Lynch, responsável pelo watchOS, mostrou novas interfaces e papéis de parede para o relógio da Apple, assim como novas funções: além de ler emails no relógio, agora você pode responder.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WatchOS 2: Facetime agora funciona, apenas com áudio, no Apple Watch (Foto: Reprodução/Apple)

O Facetime Audio agora também funciona no Apple Watch, assim como a Siri ganha a função de "treinadora pessoal". Sim, ela vai incentivar durante a malhação para o usuário queimar calorias. 

A Wallet, carteira digital, também está acessível no relógio assim como HealthKit (para controle da saúde), Videos e o HomeKit (para controlar as funções da casa). Tudo comandado pela Siri.

O WatchOS está disponível hoje para desenvolvedores, e em cerca de seis semanas para todos. Com mais autonomia para os aplicativos, o novo sistema não está tão preso ao iPhone, vale conferir.

El Capitan chega com Spotlight poderoso

O executivo anunciou o nome do novo OS X 10: El Capitan. O software é focado em duas áreas principais: experiência e performance. Disponível hoje para desenvolvedores, o sistema terá o primeiro beta público em julho e a versão final, no outono dos Estados Unidos - primavera do Brasil.

el capitan (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015 revela o El Capitan, novo OS X, sistema para os famosos MacBooks (Foto: Divulgação/Apple)

"No El Capitan, o gerenciamento das janelas ficou mais simples e mais rápido, com uma bela nova interface de controle. A organização das janelas lado a lado também ficou mais simples", diz Federighi.

No Safari, as mudanças chegam na fixação de abas no modo “pin sites”, links vão abrir em uma nova aba por padrão e ficou mais fácil silenciar o áudio, assim como identificar a aba com som.

O Spotlight, a busca interna do Mac, agora pesquisa por lugares (mapas), com resultados mais interessantes, incluindo clima e resultados de esportes. A pesquisa agora é mais avançada. Você consegue encontrar, por exemplo, os e-mails que você ignorou no Mail, com uma facilidade enorme.

Metal for Mac

Anunciado na WWDC do ano passado, usuários agora ganham a versão Metal for Mac, que traz aceleração na performance de aplicativos e games. O sistema promete melhor desempenho e duração de bateria, sendo 10 vezes mais rápido, com 50% de melhoria na renderização e 40% de redução de uso de CPU para lidar com gráficos pesados e mais elaboradores, cada vez mais comuns.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)WWDC 2015: traz novidades para usuários do Mac OS X, como o Metal for Mac (Foto: Reprodução/Apple)

Para quem não lembra, o Metal é uma API que melhora os gráficos do OS X. Ele dá uma "turbinada" não só nos jogos pesados, mas em todas os usos que pedem muito dos das placas gráficas.

WWDC 2015

A WWDC é um evento para desenvolvedores e, neste ano, está em sua maior edição desde a primeira conferência. O evento recebe em 2015 participantes de 70 países, sendo 350 estudantes. Tim Cook, presidente-executivo da Apple, fez questão de "dar um alô" especial para uma garota de 12 anos, de Nova York. Mais de mil engenheiros da Apple estarão disponíveis para responder questões dos desenvolvedores, durante mais de 30 sessões exibidas online, não apenas no keynote principal.

*Colaborou Nicolly Vimercate e Melissa Cruz

*Informações direto do Moscone Center, com Fabrício Vitorino
 O repórter viajou para São Francisco a convite da Apple
.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.