As primeiras TVs com o sistema operacional Android chegarão ao país em julho. O lançamento dos novos televisores aconteceu ontem (10) e é resultado de uma parceria entre a Google e a Sony, que pela primeira vez aposta em trazer a plataforma direto para as TVs. Até o momento, a única maneira de acessar a versão de TV do sistema era através do dispositivo Nexus Player. O TechTudo esteve presente nesse lançamento e mostra as primeiras impressões sobre a novidade.

Como tornar sua TV smart: veja dicas com diferentes maneiras

Além de apps, o Android TV traz fácil acesso às diversas entradas do televisor (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)Além de apps, o Android TV traz fácil acesso às diversas entradas do televisor (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)

As TVs

Os televisores ultra-finos da Sony chegam nas opções full HD e 4K de 49 a 75 polegadas. Os preços variam dos R$ 5 mil cobrados pela versão ultra HD mais modesta (de 49') até R$ 18 mil, preço da também 4K de 75'. Os valores das TVs de 1080p ainda não foram revelados. Todas as versões vêm com o novo processador X1 da Sony, focado em entregar nitidez, uma ampla gama de cores e bom contraste, com uma definição precisa de cores escuras.

O controle One Flick virá como acessório nas telas acima de 55' e poderá ser comprado separadamente (Foto:) (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)O controle One Flick virá como acessório nas telas acima de 55' e poderá ser comprado separadamente (Foto:) (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)

Android na TV

Os Consumidores que investirem nos modelos terão um sistema operacional que, embora menos elegante que o WebOS 2.0 da rival LG – cujos modelos chegaram ao Brasil em maio – preza por facilidade de uso.

Sem um navegador embutido, por exemplo, a nova versão do Android TV é mais enxuta que o ambiente complexo do Google TV, com mostradores e navegabilidade que fogem muito pouco da lógica dos smartphones (apps aparecem como blocos bem organizados e tudo pode ser feito através de uma superfície de toque localizada no controle remoto). Ele junta em um só ecossistema o marketplace do Google Play, os serviços Música e Filmes, YouTube e o Google Cast, que na prática substitui as funções do Chromecast, permitindo jogar conteúdos multimídia de seu smartphone, tablet ou Chromebook direto para o display.

120 aplicativos já foram disponibilizados para a versão brasileira do Android TV, com preços e classificação indicativa devidamente localizados para a região. No momento, a Google trabalha com cerca de dez desenvolvedores locais para auxiliar na criação de novos apps para televisores, e vê na line-up da Sony a chance de testar as águas do novo modelo de negócios.

A companhia também garante que irá de

... senvolver updates constantes para o Android TV, e que trabalhará com o prazo limite de 30 dias para que todos os dispositivos com o sistema estejam devidamente atualizados.
Tirar dúvidas através de busca por voz é divertido, mas há também um teclado controlável pelo trackpad com ares de PS4 (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)Tirar dúvidas através de busca por voz é divertido, mas há também um teclado controlável pelo trackpad com ares de PS4 (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)

Além de simplicidade, há um outro claro enfoque no Android TV: um serviço de busca inteligente que funciona com voz. Para registrar um comando de áudio, basta clicar em um botão no topo do controle, aproximá-lo um pouco da boca e dizer o que deseja procurar. Um algoritmo “ouve” cada palavra sua e busca entendê-las e completá-las caso seja necessário – um processo que demora uns 2 ou 3 segundos. O sistema lida bem com ruídos e parece entender pausas e mudanças de tom. Chegamos a notar, por exemplo, que ele sabe quando um usuário parou de perguntar e voltou a conversar.

O sistema de busca funciona de forma ágil também, e até responde dúvidas como se fosse uma versão TV da Siri: em poucos minutos experimentando ca interface ficamos sabendo a idade do Silvio Santos, em quais filmes a Jennifer Lawrence aparece, que horas eram em Los Angeles e qual a previsão do tempo para a semana em Mumbai (quente e chuvoso, caso esteja curioso). Estranhamente, sugestões do serviço de música do Google estavam fora dos resultados da pesquisa – a lista de respostas geralmente inclui apps, conteúdo do Google Play Filmes, além de vídeos do YouTube.

Mas, apesar da agilidade, do inquestionável charme do algoritmo cognitivo e o belo visual do Android TV, há dois outros pontos menos favoráveis: não há um botão para acessar a gravação do microfone e nem um jeito de acessar o sistema de busca por voz de dentro de um app. É preciso voltar à Home e ativá-la de lá, uma tarefa simples, mas que compete com a filosofia “quanto menos cliques melhor” do sistema.

Google e Sony reuniram jornalistas em São Paulo para mostrar o Android TV (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)Google e Sony reuniram jornalistas em São Paulo para mostrar o Android TV (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)

Jogos na Android TV

Durante as apresentações oficiais da Google, a empresa nunca falou muito sobre games para Android TV. pelas nossas impressões em nossos rápidos testes com os televisores da Sony, gamers precisarão exercer um pouco de cautela com a compra. Jogos um pouco mais exigentes como Badlands, ou mais hardcore, como Asphalt 8, sofreram para rodar no televisor, apresentando taxa de quadros abaixo de 30 FPS ou mesmo engasgadas bruscas.

Fazer games rodarem em um televisor é um desafio, e a Sony garantiu que os modelos em exposição ainda não contam com o mesmo hardware que estará disponível nas lojas. É esperar para ver. Há pelo menos boas notícias: leaderboards e achievements estarão disponíveis através do Google Play e será possível salvar o progresso do jogo na nuvem e continuar de onde parou em outros aparelhos. Os televisores da Sony vêm ainda com suporte nativo ao controle DualShock 4 do PS4, que funciona através de Bluetooth.

Detalhe da borda do televisor 4K de 75': curvas e molduras mínimas são a regra (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)Detalhe da borda do televisor 4K de 75': curvas e molduras mínimas são a regra (Foto: Leonardo Ávila/TechTudo)

A Google, como outros fabricantes de soluções para SmartTVs, enfrenta desafios difíceis: além da concorrência com outros sistemas, há também videogames que avançam como centrais multimídia próprias, além de media centers que se tornam muito populares, como a Apple TV e o Chromecast.  

Os primeiros televisores com Android TV a chegar no Brasil, entretanto, podem encontrar boa aceitação por um motivo particular: eles fazem jus ao título de TV inteligente, com menus rápidos e intuitivos e um potente buscador. Ainda mais: com suporte futuro ao Google Now, que permitirá publicar e checar notificações, o aparelho se transforma em uma central prática de informação. Basta ver se as limitações e incongruências do sistema vão se colocar no caminho de tijolos dourados do Android TV (além do preço, claro!).

Qual SmartTV LED comprar? Opine no Fórum do Techtudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.