Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

A tecnologia 3D se torna cada vez mais popular e de qualidade. Nos últimos anos os preços dos equipamentos baixaram, a qualidade aumentou, a experiência ficou mais acessível e os conteúdos disponibilizados no formato cresceram. Hoje, televisores 3D com tecnologia ativa e passiva são os mais comuns nas lojas. Mas, embora os resultados sejam bastante semelhantes, há diferenças entre elas que devem ser consideradas pelo consumidor. O TechTudo explica as tecnologias e te ajuda a escolher a melhor opção para você.

Conheça TVs com ótimo custo-benefício para investir nesse Natal

TVs 3D se popularizaram (Foto: Divulgação)TVs com tecnologia 3D se popularizaram (Foto: Divulgação)

Como funciona o 3D

A ideia é muito simples. Imagens de ângulos ligeiramente diferentes são mostradas para cada olho, de maneira que o cérebro interprete que a imagem tem volume, assim como no mundo real. É exatamente assim que funcionam os olhos.

Formação de uma imagem 3D (Reprodução: Danilo de Almeida)Formação de uma imagem 3D (Reprodução/Danilo de Almeida)

Faça o teste: Foque sua visão em um objeto próximo. Tampe um dos olhos com sua mão e observe-o por alguns instantes, sem mover seu rosto. Rapidamente, tampe o outro olho e abra o primeiro, ainda mirando este objeto. Perceba como sua visão parece ter mudado de lugar em relação ao objeto. Agora, abra os dois olhos e note como o objeto parece ter mais volume.

Como o 3D necessita de dois olhos para ser percebido, pessoas com visão monocular ou certos problemas oftalmológicos não podem perceber o efeito.

Como funcionam as TVs 3D?

3D ativo

No televisor com 3D ativo, os óculos apresentam baterias e se comunicam com o aparelho através de uma conexão sem fio, normalmente bluetooth. As lentes funcionam como persianas que, sincronizadas à tela da televisão, abrem e fecham alternadamente para cada olho, enquanto o painel passa as duas imagens que formam o 3D, em uma frequência de exibição muito rápida.

Dessa forma, enquanto um dos olhos vê uma imagem, o outro vê nada. Depois, o outro olho vê uma imagem diferente, enquanto a visão do primeiro é bloqueada. Isso acontece em uma velocidade tão rápida que o cérebro não consegue perceber e “acha” que os dois olhos estão vendo imagens diferentes, ao mesmo tempo, o que simula o efeito tridimensional.

Funcionamento do 3D ativo (Reprodução/Danilo de Almeida)Funcionamento do 3D ativo (Reprodução/Danilo de Almeida)

Essa tecnologia oferece alta qualidade de imagem porque cada olho visualiza 1.080 linhas da imagem ao mesmo tempo (considerando que o conteúdo seja uma mídia de alta definição). O usuário também pode se deslocar para cima ou para baixo do nível da TV, sentando-se no chão, por exemplo, sem que o efeito seja perdido, já que o truque consiste em apresentar imagens alternadas para cada olho.

Como contra, o movimento de abertura e fechamento das lentes, embora seja rápido, pode tornar perceptível um efeito de cintilação que, após muito tempo de uso, como ao assistir a um filme de duas horas, pode causar incômodo, cansaço visual e até dor de cabeça. A lente fechada bloqueia toda a luz que entra para um dos olhos, então a perda de brilho e contraste da imagem é evidente, mesmo que a TV esteja configurada com o nível máximo desses elementos. A bateria dos óculos exige recarga, em algum momento e os óculos extras acabam custando caro, o que pode limitar a diversão quando se pretende juntar amigos e família em frente à televisão.

3D passivo

No televisor 3D passivo os óculos não têm baterias. Suas lentes funcionam como filtros de luz. O painel do televisor também conta com uma camada especial que direciona a luz de cada linha da imagem para cada uma das lentes dos óculos, de maneira intercalada. Assim, enquanto metade das linhas da imagem é visualizada apenas pelo olho direito, a outra metade é visualizada apenas pelo olho esquerdo.

Com essa tecnologia, cada olho vê metade da imagem, cada uma de um ângulo diferente, e o cérebro reconstitui a imagem completa, criando o efeito tridimensional.

Funcionamento do 3D passivo (Reprodução/Danilo de Almeida)Funcionamento do 3D passivo (Reprodução/Danilo de Almeida)

Como não existe movimento das lentes, não há efeito de cintilação, o que torna os óculos bastante confortáveis para uso prolongado. A perda de brilho e contraste acontece, mas é menos intensa do que na tecnologia anterior. A ausência de baterias livra o usuário da necessidade de recarregá-las e torna os óculos mais leves, permitindo também a comercialização de lentes do tipo clip-on, que não possuem armação, podendo ser encaixadas sobre óculos comuns. O preço também é um atrativo, já que óculos passivos custam uma fração do preço de óculos ativos, facilitando a diversão em grandes grupos.

Como cada um dos olhos vê metade das linhas que forma a imagem, existe muita discussão sobre o fato de haver uma real alta definição no 3D passivo. A verdade é que apenas olhos extremamente treinados devem notar alguma perda de detalhes. O máximo que se pode perceber é um leve serrilhado em linhas diagonais de alto contraste, mas nada que realmente incomode. Como os óculos são dependentes do filtro de luz que existe na tela, observá-la de cima para baixo ou de baixo para cima não costuma ser uma boa ideia, causando a perda do efeito. O ideal é que todos os espectadores estejam com a cabeça posicionada na mesma altura do centro da tela do televisor.

Qual melhor tipo de TV 3D? Com tecnologia Passiva ou Ativa? Comente no Fórum do TechTudo.

O que é mais importante

O mais importante ao escolher uma TV 3D é avaliar quais características das tecnologias fazem a maior diferença para você. Enquanto uma pessoa pode se sentir tremendamente incomodada com o efeito de cintilação dos óculos ativos, outra pessoa pode preferir um maior ângulo de visualização vertical e maior definição da imagem. O preço dos óculos também pode ser considerado se a pessoa pretende aproveitar o aparelho com toda a família e amigos.

O ideal é que o usuário da nova tecnologia possa testá-la antes de fazer a compra. A sensação proporcionada por uma TV 3D só pode ser compreendida ao assisti-la, não é algo que possa ser simplesmente explicado. A percepção é uma experiência muito particular.

A dica é ir até uma loja de departamentos e testar as tecnologias, buscando simular as condições da sua sala de estar, como a altura e distância do sofá em relação à televisão e o uso de mídia de alta definição (Blu-Ray 3D), para aproveitar ao máximo o efeito. Avalie os prós e contras, escolha um aparelho que atenderá à sua necessidade por um bom tempo e divirta-se!

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.