O cofundador do Twitter, Evan Williams, disse que não dá a mínima para o fato do Instagram ter ultrapassado a marca de 300 milhões de usuários, 16 milhões a mais que o microblog (com 284 milhões, atualmente). Os novos números foram divulgados na quarta-feira (10), junto ao sistema de contas verificadas para celebridades e o aperto ao cerco contra fakes e spam até o fim do ano.
Instagram apaga contas de spam e número de seguidores pode cair; entenda
Evan Williams, cofundador do Twitter (Foto: Reprodução/YouTube/TheVerge)
Para Williams, entretanto, um serviço não deveria ser medido pelo número de usuários. “É uma questão de tamanho contra profundidade. Por que essa é a única medida? Se você pensar no impacto que o Twitter causa no mundo em comparação ao Instagram, a diferença é significante”, aponta. O cofundador acredita que o Twitter está do jeito que seus criadores queriam que ele fosse. “É uma rede de informações em tempo real e tudo o que acontece no mundo acontece no Twitter. Nós também ganhamos mais dinheiro que o Instagram, se é com isso que os investidores se preocupam”, acrescenta. Williams também criticou o método que o Facebook usa para contabilizar usuários ativos. Segundo ele, a rede social rival também considera ativa qualquer conta que não seja usada diretamente, mas esteja conectada a outro serviço através do Facebook Connect (login, por meio das credenciais do Facebook), o que considerou uma métrica ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.