Smartphones podem dizer mais sobre nós do que imaginamos. O departamento de Medicina da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, desenvolveu um estudo com base em informações do aparelho para detectar sintomas de depressão. A conclusão foi de que as pessoas com algum grau da doença passavam em média 68 minutos por dia utilizando o smartphone. Entre as que não têm, o tempo de uso era de apenas 17 minutos.
Usuários que usam o PC no escuro tendem a ter depressão, diz pesquisa
No futuro, pesquisa pode ajudar médicos na detecção de pacientes com depressão (Foto: Luciana Maline/TechTudo)
A pesquisa utilizou 28 voluntários (20 mulheres e oito homens) com uma média de idade de 29 anos. Todos foram instruídos a baixar um aplicativo que coleta as informações em seus smartphones, além de responder um questionário com o objetivo de avaliar as condições psicológicas.  Além de informações de localização do GPS, o aplicativo gravava a frequência em que o smartphone estava sendo usado, computando o tempo em que a tela estava ligada e desligada. O app não analisava aplicativos abertos ou páginas acessadas. Juntado as informações do questionário e o dados coletados dos aparelhos, foi possível concluir que cerca de metade dos participantes não tinham sintomas de depressão, enquanto a outra metade tinham depressão de leve a grave. Como era de se esperar, a pesquisa também...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.