Com uma nova série de impressoras EcoTank, a Epson pretende acabar com a dependência dos cartuchos e das constantes recargas. Com um suprimento de tinta suficiente para 6500 páginas impressas a cores, as novas impressoras da marca desmontam a lógica de um modelo de negócios construído em torno do uso dos cartuchos.
Impressora 3D portátil promete criar objetos ‘na hora em que precisar’
Linha EcoTank tem cinco versões diferentes, todas com um reservatório de tinta que elimina a necessidade de recargas constantes (Foto: Divulgação/Epson)
As novas EcoTank possuem um tanque de tinta, como o nome sugere, que nas estimativas do fabricante, deve ser suficiente para dois anos de uso. Quando toda essa tinta se esgota, o usuário pode comprá-la sem a necessidade de cartuchos, e repô-la diretamente na impressora. A ideia da Epson é que, embora as EcoTank sejam mais caras que as impressoras comuns, elas se tornem competitivas, já que o custo de manutenção envolvido nas trocas, ou recargas, de cartuchos é eliminado. Segundo a Epson, os reservatórios das impressoras devem ser equivalentes a, no mínimo, 20 cartuchos comuns. Nas duas versões para uso doméstico, chamadas de Expression, o tanque de tinta é suficiente para imprimir 4 mil páginas com tinta preta e 6500 páginas coloridas. As versões corporativas, chamadas de WorkForce, podem chegar a 20 mil páginas impressas, coloridas ou não, com um tanque. A Epson foi capaz de desenvolver esse tipo de impressora porque, ao contrário das demais, usa um tipo diferente de cabeça de impr...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.