Na última segunda-feira (10), a Intel anunciou de forma tímida que ia lançar processadores Xeon para notebooks. A linha é reconhecida pelo seu alto desempenho, sendo adotada em estações de trabalho e tendo seu uso mais comum em servidores. Mas será que vai valer a pena investir em dispositivo portátil com a CPU? Confira.
Overclockers fazem processador 'monstro' Skylake rodar a 6.8 GHz
Ainda não se tem muitos detalhes do Intel Xeon que virá nos notebooks (Foto: Divulgação/Intel)
A primeira coisa que tem que ser pensada é que os processadores Xeon não são projetados para iniciantes. A ideia por trás da linha sempre foi ser um ponto fora da curva, oferecendo maior desempenho do que os outros chips da Intel. Tirando o pessoal entusiasta, é muito difícil ver um PC de uso pessoal com um Xeon. Seu uso mais comum é em aplicações que demandam uma capacidade maior de processamento, como em servidores. Um dos pontos que contribuem para isso é a tecnologia diferenciada, como ser capaz de gerenciar uma maior quantidade de memória RAM.
Notebook da Lenovo com novo processador deve chegar até o final do ano (Foto: Divulgação/Lenovo)
O modelo para notebooks será o Xeon E3 1500M v5, fabricado no processo 14 nm. Ele contará com suporte a Thunderbolt 3, e algumas tecnologias de proteção de hardware e correção de erros. Ainda não foi divulgado informações importantes como clock e quantidade de núcleos.
Dicas para montar um PC Gamer em 2015. Participe no Fórum do TechTudo. A primeira fabricante a anunciar notebooks com o n...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.