O site Ashley Madison negou nesta segunda-feira (31) que a grande maioria dos perfis femininos cadastrados na rede seja falsa. O "site de traição" divulgou um comunicado oficial em resposta a uma acusação recente de uma jornalista que cruzou dados vazados com os divulgados oficialmente pela rede social. Segundo a nota, o número de novos inscritos continua crescendo, apesar dos recentes ataques com roubos de dados que repercutiram muito mal na Internet.
Operação Unicórnio: Ashley Madison oferece recompensa por informações
De acordo com o comunicado, 2,8 milhões de mensagens foram enviadas por mulheres na rede só durante a última semana. Além disso, a companhia nega que o número de homens é muito maior, afirmando que a proporção é de 1,2 perfis masculinos para cada conta feminina. Ainda segundo o site, este é o motivo para ser a plataforma escolhida para as “puladas de cerca”.
Ashley Madison nega que perfis femininos sejam falsos (Foto: Reprodução/Ashley Madison)
"A empresa continua suas operações do dia a dia, até mesmo lidando com o roubo de dados privados por hackers. Apesar do nosso negócio e de nossos clientes terem sido atacados, estamos crescendo. Na semana passada milhares de novos usuários se inscreveram no Ashley Madison, incluindo 87.596 mulheres", diz a rede social, em comunicado. 
A nota oficial também afirma que cerca de 70% da receita gerada diariamente vem de membros que realizam compras repet...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.