Vai começar! O Google Chrome deixa, a partir desta terça-feira (1), de exibir de forma nativa os anúncios desenvolvidos em Flash e outras aplicações.  O objetivo é melhorar a autonomia da bateria em notebooks, além de dar mais estabilidade no carregamento de páginas e diminuir o consumo de recursos da máquina.
Google vai acabar com golpe que sugere plugin com vírus para ver vídeo A mudança, que tinha sido anunciada em junho, entrará em vigor após ter passado por uma bateria de testes na versão beta. O recurso já estava inserido no navegador do Google, mas era necessário alterá-lo nas configurações. Agora o conteúdo de anúncios em Flash será bloqueado por padrão.
Navegador do Google recebe atualização nesta terça-feira (Foto: Divulgação/Google)
A boa – ou má – notícia é que a atualização não vai afetar outros tipos de conteúdos, como os players de vídeo, segundo o Google. O bloqueio será de forma inteligente, sem pausar o conteúdo central da página, apenas a publicidade. Ou seja, um vídeo ou um jogo que estiver em Flash continuará funcionando, mas os banners serão bloqueados.  A mudança não afetará o AdWords. Como uma boa carta na manga, o Google desenvolveu uma ferramenta que converte automaticamente os anúncios enviados em Flash para o formato HTML5. Dessa forma, apenas a publicidade que não é controlada pela companhia será afetada. 
Qual é o melhor navegador? Comente no Fórum do TechTudo. 
A atualização do Ch...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.