Os recentes grandes lançamentos de placas de vídeo da AMD usam uma nova tecnologia de memória, chamada de HBM. O termo é a sigla em inglês para “memória de alta largura de banda”, um novo padrão tecnológico para memórias usadas em placas de vídeo, criado pela AMD, para resolver problemas causados pelas limitações das arquiteturas antigas. Guia de placas de vídeo: saiba como comprar a melhor para o seu PC Basicamente, com o passar do tempo, a demanda por mais performance gráfica tornou inviável o uso da arquitetura tradicional, em que uma determinada quantidade de chips de memória era ligada por interfaces de 32 bits aos processadores gráficos. Complicações com performance, custos, consumo de energia e área ocupada pela placa começaram a se tornar problemas bastante sérios.
Principais lançamentos da AMD, como as placas da linha R9, já contam com a tecnologia HBM (Foto: Divulgação/AMD)
O que o HBM traz de tão novo? A chave para entender o conceito por trás desse padrão de memória é compreender os dois últimos complicadores mencionados no parágrafo anterior: espaço e consumo. Placas de vídeo começaram a ficar insustentavelmente grandes e absurdamente gastonas em termos de energia. Para reverter a tendência, a AMD desenvolveu um padrão de memória que, literalmente, amontoa chips verticalmente.
Em vez de um conjunto de chips GDDR5 em volta da GPU, arquitetura HBM concentra as memórias em módulos verticais (Foto: Divulgação/AMD)
Fugindo da norma de espalhar os componentes em grandes áreas, memórias HB...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.