Diversos modelos de notebooks permitem que o usuário substitua o HD interno com o tempo para aumentar o espaço para dados. No entanto, há uma série de detalhes que precisam ser considerados pelo consumidor antes de decidir qual disco rígido é ideal para a sua máquina. Veja dicas de como tirar o melhor proveito do SSD e turbinar seu PCConheça seu computador Há diferentes tipos de discos rígidos e padrões de conexão entre o HD e a placa-mãe do notebook. Os mais comuns, atualmente, são: SATA, mSATA e M.2. Se seu notebook se conecta ao disco via interface SATA, não adianta você comprar um SSD M.2 por conta da diferença das interfaces (existem adaptadores de um padrão para outro, mas eles são feitos para caber em desktops, onde espaço não é um problema tão grande).
Imagem compara dois SSDs: SATA (maior) e mSATA da OCZ (Foto: Divulgação/OCZ)
Para descobrir o padrão de seu computador, consulte os dados sobre o modelo do seu notebook e a documentação do fabricante. Notebooks e ultrabooks com SSDs Há casos em que o seu computador não permite a troca do espaço para dados porque HD vem soldado na placa-mãe. Essa solução é muito comum em ultrabooks e nas gerações recentes dos MacBooks. Nesses modelos, a troca do disco rígido é impossível, já que para subsituí-lo ou aumentar o espaço, você precisa trocar toda a placa-mãe. Como placas desse tipo são bastante escassas no mercado, os custos para realizar a troca acabam tornando a operação proibitiva. Nessas situações, sua melhor opção é optar por HDs externos e ar...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.