Muitos brasileiros quando viajam para o exterior, principalmente para os Estados Unidos, aproveitam a oportunidade para comprar um novo smartphone. Em busca do melhor preço, algumas pessoas acabam esquecendo de levar em conta outras questões antes de importar um aparelho. Checar se a garantia e a assistência técnica são válidas no Brasil e verificar se o celular é ou não desbloqueado para as operadoras de telefonia nacionais são algumas das providências que é preciso tomar.

iPhone 6S: saiba o que ficou de fora do lançamento e pode vir no iPhone 7

Confira tudo o que você precisa saber antes de decidir se vale a pena ou não comprar um celular no exterior.

iPhone 6S e 6S Plus é o novo objeto de desejo de quem vai viajar para os Estados Unidos (Foto: Divulgação)


A garantia vale no Brasil?

Um fator que vale a pena ser avaliado é se a garantia do produto é aceita no Brasil. Na maioria dos casos, as fabricantes só reconhecem a garantia de aparelhos comprados em lojas do país. A Samsung, a LG e a Nokia, por exemplo, não costumam fornecer garantia internacional. Já a Apple oferece uma opção de 12 meses para produtos da empresa comprados em qualquer loja física ou online. O modelo, porém, deve estar homologado por aqui.

O aparelho tem opção de idioma em português?

Uma observação importante na hora de comprar um aparelho no exterior é verificar se ele possui opção de idioma em português. Se o usuário não for fluente em outro idioma popular, como inglês e espanhol, isso pode prejudicar o uso do smartphone. É possível instalar o idioma no celular novo, mas lembre-se que terá um trabalho a mais.

Vou pagar imposto ao entrar no Brasil?

Ao viajar e voltar com um novo aparelho, o usuário pode declarar o produto como item de uso pessoal e ser isento de impostos. Agora, se a intenção for comprar o aparelho na Internet, é preciso ter cuidado com as taxas de impostos via correios ou qualquer outro tipo de serviço de transportes aéreo.

Impostos podem deixar o aparelho importado praticamente com o mesmo preço do nacional (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

Qual smartphone da Apple vale a pena comprar? Descubra no Fórum do TechTudo

Um produto de até R$ 500, por exemplo, sofre uma taxação de 60% sobre o valor aduaneiro. Esse encargo é estabelecido pela Secretária da Receita Federal do Brasil (RFB). Se a compra for feita no cartão de crédito, que é o mais comum, também será taxado o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), de 6,38%. Dessa forma, ao somar todos os impostos, o smartphone pode sair pelo mesmo preço que é vendido no Brasil.

Meu celular importado terá assistência técnica no Brasil?

...

O usuário também deve levar em consideração se o smartphone possui cobertura integral de assistência no Brasil. Quanto mais exclusivo o aparelho for no mercado internacional, mais difícil será de encontrar suporte para conserto no país. Além disso, peças para esses gadgets também podem ser raridade por aqui.

O 4G de um celular importado funciona no Brasil?

Também é importante se informar se o 4G de um aparelho importado é compatível com a frequência adotada no Brasil. Apesar de a União Internacional de Telecomunicações estudar a possibilidade de unificar a produção de aparelhos para o 4G multifrequência, alguns smartphones operam em faixas diferentes da utilizada no país. Neste caso, o celular pode até funcionar normalmente com acesso ao Wi-Fi, mas não terá conectividade 4G.

Não esqueça de verificar se o 4G vai funcionar no Brasil (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Funciona normalmente com as operadoras brasileiras?

Quando um novo modelo de iPhone é lançado, muitos brasileiros aproveitam a sua viagem aos Estados Unidos para a aquisição da novidade. Porém, o que muitos não sabem é que ao comprar um smartphone em uma Apple Retail Store, o usuário deve solicitar o modelo full price (preço cheio, em tradução livre). Ele não vem atrelado a contratos com operadoras norte-americanas e pode ser usado com as brasileiras.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.