O WhatsApp tem sido usado por criminosos para aplicar golpes. Os mais recentes são cupons de descontos falsos, mas promessas de uma versão "azul" ou "transparente" do aplicativo também são maneiras de roubar dados financeiros e pessoais dos usuários. Essas mensagens se espalham rapidamente pelos grupos e infectam sem muito esforço muitos smartphones ao mesmo tempo. Para usar o WhatsApp e se manter seguro, confira estas sete dicas simples e não seja enganado.
WhatsApp ‘azul’, ‘desconto’ e outras ameaças: conheça os golpes no app1) Não abrir links desconhecidos no celular, tablet ou web O WhatsApp é um mensageiro muito popular. Ele está disponível para celulares e tablets com sistema Android, iPhone, Windows Phone, BlackBerry, Nokia, além da versão Web para PC. Por todas elas os usuários podem visualizar os recados recebidos e enviados, inclusive, por desconhecidos. Por isso, é importante ficar atento.
Desconfie de links enviados em mensagens do WhatsApp (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)
Muitos vírus são disseminados pelo aplicativo e seus amigos podem estar compartilhando links, principalmente os reduzidos, sem saber que são maliciosos. Então, antes de acessar, pergunte para o contato ou no grupo do WhatsApp do que se trata o link e confira a fonte. 2) Evitar baixar vídeo, imagem e áudio com conteúdo duvidoso Muitos malwares podem ser baixados no celular ou computador por meio de um vídeo, foto ou até arquivo de áudio enviado de forma mal intencionada no WhatsApp. Eles ocultam um vírus ou software executável e c...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.