Uma equipe de engenheiros e pesquisadores da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, criou um método que permite que câmeras comuns possam produzir imagens em 3D. Usando tecnologias atuais, presentes em diversos modelos, como foco e estabilização de imagens, os pesquisadores criaram lentes capazes de capturar informações de profundidade, que definem uma imagem tridimensional. Cinco quedas mais ‘bizarras’ da GoPro que gravaram imagens impressionantes A ideia dos engenheiros foi usar os sistemas de estabilização de imagem presentes em diversas câmeras. Esses sistemas funcionam movendo as lentes de forma a compensar as oscilações causadas pelo usuário na hora de fotografar.
Técnica permite que câmeras fotográficas comuns sejam capazes de capturar imagens tridimensionais (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)
Os pesquisadores usaram essa característica das câmeras para, em vez de anular movimentos bruscos na hora de fotografar, capturar variações de luz em objetos a curta distância, expondo diferentes perspectivas e criando uma imagem com campo de profundidade. O resultado final são imagens 2D que contêm arquivos com mapeamento de profundidade da imagem, que descreve o posicionamento de cada pixel presente na foto. Utilizando motores de renderização gráficos comerciais, como aqueles aplicados em jogos de computador, é possível combinar as informações do mapa e da foto para a geração de uma imagem tridimensional.
Com o...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.