Os antivírus podem ter o efeito contrário ao planejado pelos usuários e acabar expondo o computador a vulnerabilidades. A descoberta faz parte de um levantamento realizado pelo Google Project Zero, uma iniciativa do Google para encontrar falhas de segurança em serviços e aplicativos. Como impedir que o AVG rastreie seus dados de navegação online Em um post no blog oficial do projeto, Tavis Ormandy, especialista em segurança, demonstrou que diversas brechas encontradas em antivírus populares podem dar margem a ataques personalizados. Ou seja, aqueles em que os criminosos visam invadir um computador específico, e não uma grande quantidade. 
Devido a forma pela qual antivírus operam, eles podem tornar computadores vulneráveis a riscos a que eles não estariam, caso não usassem antivírus (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)
O que o projeto do Google expõe é que, embora eficazes contra vírus genéricos, desenvolvidos para afetar computadores em larga escala, os antivírus podem deixar as portas abertas para ataques de precisão, que visam apenas um computador. Para o especialista, o problema está na forma como os programas de antivírus são desenvolvidos. Esses aplicativos dependem de acessos privilegiados a uma série de recursos e serviços incrustados no sistema operacional para funcionar. Esse nível de abertura, no entanto, se torna uma porta de entrada para hackers que saibam explorar defeitos nos antivírus. 
Qual é o melhor antiv...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.