O iPhone 6S é vendido nos Estados Unidos por US$ 749 (equivalente a R$ 2.970, pelo câmbio de hoje). Quem vê o preço na loja pode até pensar que os recursos de alta tecnologia, como o sensor de pressão 3D Touch, fazem com que o preço para fabricar o celular seja elevado. Para sanar essa curiosidade, um levantamento feito pelo site Teardown revelou a matemática da Apple: os componentes custam para a fabricante cerca de US$ 249 (R$ 1.000). Vai comprar o iPhone 6S lá fora? Compare preços e veja se vale a pena Em outras palavras, as peças que compõem o novo iPhone representam 32% do preço final pago pelos clientes. Vale lembrar que esses valores não são absolutos, porque são uma estimativa extra-oficial e não levam em conta custos de desenvolvimento, de publicidade e fabricação.
Peças do iPhone 6S custam pouco mais do que as do iPhone 6 (Foto: Reprodução/Apple)
Qual é o melhor smarthphone para comprar por até R$ 350? Veja no Fórum do TechTudo.
Em relação a custos de desenvolvimento, é interessante observar que o novo iPhone 6S, na comparação com o iPhone 6 de 2014, custa mais para a Apple. A diferença é pequena, apenas US$ 16,50 nas contas do Teardown, mas engloba os valores do novo processador A9, das novas câmeras, do corpo em alumínio e até da nova tela que usa a tecnologia 3D Touch. Os custos relacionados às outras versões do aparelho, com mais ou menos memória, ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.