O Windows 10, lançado há dois meses, virou alvo de dúvidas dos usuários por causa dos termos de privacidade e também pela forma como o sistema capta as informações de uso dos indivíduos. Em uma postagem no blog oficial do Windows, o chefe da divisão de desenvolvimento, Terry Myerson, tranquilizou os usuários ao afirmar que a Microsoft não espiona ninguém. Como mudar as suas configurações de privacidade no Windows 10 No texto, Myerson explica todas as formas pelas quais o Windows 10 coleta informações sobre o usuário, ressaltando que esses dados são referentes ao comportamento de uso e de estatísticas de performance que, compilados posteriormente, servem para alimentar o processo de desenvolvimento de atualizações e melhorias do sistema.
Microsoft garante não coletar dados pessoais dos usuários (Foto: Zíngara Lofrano/TechTudo)
“O Windows 10 coleta informações para que o produto funcione melhor para você. Você está no controle, com a possibilidade de determinar que tipo de informação é coletada”, diz Myerson. No evento Microsoft Insights, realizado em São Paulo no final de setembro, Rico Malvar, cientista-chefe do Microsoft Research no Brasil, também debateu as preocupações sobre privacidade em torno do comportamento do Windows 10. Em relação aos questionamentos sobre a Cortana, o cientista explicou o objetivo da Microsoft com uma analogia com as relações entre seres humanos dentro de ambientes de trabalho. “Sua assistente pessoal é aquela pessoa que você confia, que vê seu calendário, lê alguns dos seu...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.